Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

terça-feira, 20 de junho de 2017

BIOGRAFIA DE CELEBRIDADES

BIOGRAFIA DE JOÃO GILBERTO
João Gilberto (1931) é um cantor, compositor e violonista brasileiro, considerado o criador da Bossa Nova, o novo movimento da música popular brasileira que surgiu no fim dos anos 50. João Gilberto de Prado Pereira de Oliveira (1931) nasceu em Juazeiro, Bahia, no dia 10 de junho de 1931. De família de músicos, ainda adolescente formou o grupo musical Enamorados do Ritmo. Com 18 anos mudou-se para Salvador e tornou-se crooner da Rádio Sociedade da Bahia. Em 1950 mudou-se para o Rio de Janeiro, onde fez parte do conjunto Garotos da Lua, que se apresentavam na Rádio Tupi. Com o grupo gravou dois discos, mas por indisciplina foi expulso do conjunto. Passou alguns anos dedicando-se ao estudo do violão. Em 1958, fez participação como violonista no disco de Elizete Cardoso, com canções de Tom Jobim e Vinícius de Morais. Em março de 1959, a gravadora Odeon lançou o disco “Chega de Saudade”, onde João Gilberto abriu um novo caminho para a música popular - era a Bossa Nova, que o acompanhamento do violão possuía uma batida e uma harmonia diferentes. A faixa título composta por Tom Jobim lançou não só a carreira de João Gilberto, mas um novo estilo musical e principalmente toda uma geração de novos compositores, letristas e instrumentistas. Em 1960, lançou “O Amor, o Sorriso e a Flor”, com destaque para a música “Samba de Uma Nota Só”. Nesse mesmo ano nasceu seu filho João Marcelo, de seu casamento com a contora Astrud Gilberto. Em 1961, lançou “João Gilberto”, onde se destacou “O Barquinho”. Nesse mesmo ano foi lançado no mercado norte-americano o disco “Brazil’s Brilliant João Gilberto”. Em 1962, no show O Encontro, dividiu o palco com Vinícius de Morais, Tom Jobim e o grupo vocal Os Cariocas. Apresentou-se nos Estados Unidos no Festival de Bossa Nova, no Carnegie Hall de Nova York. Fixa residência na cidade e lança o álbum “The Boss of the Bossa Nova”. Em 1963, João Gilberto grava com o músico Stan Getz o disco “Getz/Gilberto., que só foi lançado no ano seguinte, que tornou-se um marco, consagrado com a música "Garota de Ipanema". Nessa época realizou apresentações na Itália e no Canadá. Em 1965 recebeu o Grammy (Best Álbum) pelo disco Getz/Gilberto”. Nesse mesmo ano, separado de Astrud, casa-se com a cantora Miúcha, e se apresenta no programa “O Fino da Bossa”, da TV Record. No ano seguinte nasce sua filha Bebel Gilberto.
Em 1969, viajou para o México, onde residiu durante dois anos. Participou de festivais de jazz em Guadalajara, Cidade do México e Puebla. Fez vários shows e recebeu o troféu Chimal. No ano seguinte lançou o LP “João Gilberto em México”. Em 1971, participou do especial realizado pela TV Tupi, ao lado de Caetano Veloso e Gal Costa. De volta à Nova York, realizou com Stan Getz, uma temporada no Rainbow Grill.
Depois de várias apresentações e gravações, em 1980, voltou a residir no Brasil, fixando-se no Rio de Janeiro. Nesse mesmo ano grava o especial “João Gilberto Prado Pereira de Oliveira”, que contou com a participação de Bebel Gilberto e Rita Lee.
Em 1986, se apresentou no Festival de Montreux, na Suíça. Sua participação foi gravada e lançada no CD duplo “Live at the Montreux Festival”. Em 1987, recebeu do governo brasileiro a Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho, no grau de Comendador.
João Gilberto continuou com suas apresentações no Brasil e fora do país. Em 1994, apresentou-se no Palace de São Paulo, tendo como convidada a sua filha Bebel Gilberto, gravando ao vivo para o CD “Eu Sei Que Vou Te Amar”.
Os últimos lançamentos de João Gilberto foram: “João, Voz e Violão” (2000), que recebeu o Grammy na categoria Best World Music Álbum, e o CD “João Gilberto in Tokyo” (2004). Depois de longo período fora dos palcos, em 2008 apresentou-se no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, celebrando 50 anos da Bossa Nova. João Gilberto reside no Leblon, Rio de Janeiro, é pai de Luiza Carolina, filha de sua empresária Cláudia Faissol.
VÍDEO
  

Nenhum comentário: