Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

segunda-feira, 1 de maio de 2017

CAUSOS DO BLOG

CABRA PRETA
por Geraldo Duarte*

Na meninice, ouvi história como a descrita neste causo e, há dias, li arremedo em página da internet. Mudados, tão somente, as espécies de animais e os cenários.
Narrava a antiga que, em tempos idos, um latifundiário e chefe político interiorano casaria a filha e desejava realizar evento majestoso. Reuniria os correligionários e autoridades estaduais.
Promoveria festa comemorativa jamais vista em sua cidade. Contrataria famosos artistas, garantindo o entretenimento dos convidados.
Na véspera da cerimônia, chegavam alguns dos atores que, recebidos na estação ferroviária, encaminhavam-se para hospedagem na Fazenda Vida Mansa.
À tardinha, Lequinho, molecote recadeiro, na charrete do coroné, foi receber o “Mágico da Voz”, um ventríloquo.
“Homenzinho esquisito! De pouco mais de metro e meio, mirrado e carregando um boneco de pau como se fosse gente! Arre égua!” – comentou depois o charreteiro.
Mas, surpresas maiores e preocupantes adviriam ao rapazola. O tal boneco cantava. O homem falava com os bichos e, estes, retrucavam. Ventania, velho e manso cavalo, respondeu ao ouvir boa tarde. Na estrada, um cachorro reclamou das sarnas e um galo perguntou as horas. Até um jumento fez queixa de trabalhar demais e sem descanso, mesmo sendo um animal sagrado. Viu, ouviu e arrenegou. Só podia ser coisa do tinhoso!
Ao se aproximarem da entrada da propriedade, medo, suor frio e pavor juntaram-se em tremedeira, quando Lequinho avistou Manhosa.
“O senhor está vendo aquela cabra preta, bem pertinho da porteira? Enquanto eu for abrir, não puxe conversa com ela de jeito nenhum, pois é muito mentirosa!”.

 (*) Geraldo Duarte é advogado, administrador e dicionarista. 

Nenhum comentário: