Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

quarta-feira, 12 de abril de 2017

TURISMO NO BLOG

PONTO TURÍSTICO EM FOZ DO IGUAÇU RESGATA HISTÓRIA DAS MISSÕES JESUÍTICAS
Complexo Turístico Marco das Três Fronteiras, no Paraná, leva o visitante a uma extraordinária viagem ao passado

Um resgate histórico das Missões Jesuíticas e da descoberta das Cataratas do Iguaçu pelo desbravador Cabeza de Vaca. É o que aguarda os visitantes no Marco das Três Fronteiras, ponto turístico localizado no encontro entre os rios Paraná e Iguaçu, em Foz do Iguaçu, com um pôr do sol de tirar o fôlego.
Uma parte importante da história da América do Sul que precisa ser contada e recontada para o maior número possível de pessoas. Este é um dos propósitos do Complexo Turístico Marco das Três Fronteiras, localizado em Foz do Iguaçu, na fronteira com Argentina e Paraguai, a poucos quilômetros de uma das principais atrações da região, as Cataratas do Iguaçu. 
Integrando história à natureza — e um pôr do sol que é considerado um dos mais bonitos do país, o local passa por uma grande revitalização, com a ampliação das áreas de mirantes e recebe nova infraestrutura que torna o espaço ponto de parada obrigatória para moradores e visitantes que conhecem a região.
O Marco das Três Fronteiras promete levar o visitante, logo na chegada, a uma viagem de volta ao século XVI numa vila cenográfica que homenageia a história das Missões Jesuíticas. Em seus 700 metros quadrados de arquitetura histórica, a Praça de Entrada é a porta de embarque para essa viagem. Toda a narrativa é cercada pelas mais bonitas paisagens do encontro entre os rios Iguaçu e Paraná — cujas águas podem ser identificadas por suas tonalidades distintas.
No Memorial Cabeza de Vaca, numa experiência imersiva, o visitante aprende um pouco mais sobre a descoberta das Cataratas do Iguaçu — hoje como uma das Maravilhas do Mundiais da Natureza — pelo desbravador espanhol Álvar Núñez Cabeza de Vaca, com uma narrativa cênica e projeções tecnológicas.
À noite, o pôr do sol dá lugar ao show das Águas Dançantes, com luzes e projeções na Praça das Três Fronteiras, onde fica o Obelisco, marco histórico de Foz do Iguaçu, construído em 1903. Próximo à praça, o Restaurante Cabeza de Vaca, reúne o melhor da gastronomia regional em mais de 500 metros quadrados de área temática climatizada, integrada à natureza e à paisagem local. A casa é inspirada e também homenageia o desbravador espanhol.
HISTÓRIA
A região de Foz do Iguaçu foi descoberta pela expedição do aventureiro Álvar Núñez Cabeza de Vaca, em 1542, capitão espanhol guiado por índios guaranis. A expedição, com mais de 400 homens, partiu da costa de Santa Catarina em direção a Assunção. Em sua trajetória, navegando pelo rio Iguaçu, o aventureiro foi surpreendido pelas corredeiras do rio e barulho das quedas d’ água, tendo então, descoberto as Cataratas do Iguaçu.
Um dos principais símbolos da região de Foz do Iguaçu, o Marco das Três das Fronteiras — obelisco erguido para celebrar a paz entre os povos — foi inaugurado em 1903 e estabelece o limite territorial e a soberania do Brasil com a Argentina e o Paraguai.  Cada país possui seu próprio monumento, que se diferenciam pelas cores nacionais. O marco brasileiro, construído em pedra e cimento, foi inaugurado junto com o marco argentino, por uma comissão estratégica dos dois países: a brasileira, sob o comando do general Dionísio Cerqueira; e a da Argentina, do General Garmêndia.
SERVIÇO
Complexo Turístico Marco das Três Fronteiras
Ingresso individual (integral) – R$ 19,30
Ingresso Individual (tarifa reduzida) – R$ 9,00
Passaporte semanal (integral) – R$ 25,00
Passaporte semanal (tarifa reduzida) – R$ 12,00
Passaporte semanal (pacote família – dois adultos e duas tarifas reduzidas*) – R$ 60 
* tarifa reduzida: crianças de 6 a 11 anos, estudantes brasileiros e pessoas com mais de 60 anos (brasileiros)
Moradores de Foz do Iguaçu, mediante comprovação de residência, têm gratuidade na visitação turística.
Mais informações: www.marcodastresfronteiras.com.br

Nenhum comentário: