Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

segunda-feira, 6 de março de 2017

CAUSOS DO BLOG

OBRIGADO É PAGA
por Geraldo Duarte*

Das histórias contadas pelo administrador e professor Marcos Eliano Tavares Ribeiro, uma dedica-se a Geraldo de Dera, seu conterrâneo e antigo possuidor de oficina de consertos de autos.
Até hoje, o lembrado mecânico mauritiense continua personagem marcante nos causos da cidade. Por façanhas inesquecíveis e marcadas pelas tiradas críticas. Às vezes, satíricas, porém, sempre relegadas ou, consideradas de somenos, dada sua competência técnica.
Também os habituais resmungos não eram levados em conta.
Conhecedor das presepadas e rabugices comuns a Dera, um cliente resolveu fingir a existência de defeito no recém-adquirido automóvel e, sem trocadilho, pregar-lhe uma peça.
Estacionou o carro na porta da mecânica e desligou o cabo de uma das velas do motor. Entrou, anunciou ter havido uma pane no veículo e solicitou exame e reparo.
Manhã tranquila, mesmo tendo identificado aquele simples desligamento, o profissional empurrou a viatura para o interior do galpão e solicitou ao proprietário retornar no fim da tarde.
Aproveitou a ocasião para conhecer as inovações do novo modelo, desmontou alguns componentes e remontou-os. Ao anoitecer, com a chegada dono, foi-lhe dito que o serviço estava concluído e ouviu um “Muito obrigado! vi que você colocou o cabo de vela solto no lugar”.
Dera, surpreso, disse “De nada!” e convidou o freguês a acompanhá-lo até a bodega vizinha.
Ali, pediu arroz, feijão, açúcar, café e outros produtos e, ao sair, falou para o merceeiro: “Muito obrigado!”. Ao “Como assim?” do bodegueiro, a resposta: “É o mesmo pagamento que recebi deste cidadão por um dia de trabalho!”.

(*) Geraldo Duarte é advogado, administrador e dicionarista.

Nenhum comentário: