Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

sábado, 18 de fevereiro de 2017

COMUNICADO DO BORJÃO

O ADEUS DE ANTÔNIO DE PÁDUA DA SILVA CANTÍDIO, O COCONHA
Tibau perdeu na sexta-feira, 17, uma de suas figuras mais ilustres: Antônio de Pádua da Silva Cantídio, ou apenas “Coconha”, conhecido também como o “Lord de Tibau”. Ele faleceu exatamente no dia em que completou 74 anos de idade. “Coconha” enfrentava um câncer na garganta desde 2009. Em junho do ano passado, se mudou para Mossoró, onde vinha dando continuidade ao tratamento. De acordo com a jornalista Lúcia Rocha, amiga de infância de Antônio, a morte foi confirmada por volta das 10h. “Recebi uma ligação da filha dele que mora em Fortaleza. Coconha era um grande leitor, eu sempre dizia que ele se tivesse um computador seria um grande escritor. Em Tibau, inclusive, há várias frases dele pintadas em muros, exatamente nas cores em que ele as escrevia em seu caderno”, detalha a jornalista em conversa com o MOSSORÓ HOJE. Foi justamente Lúcia Rocha que lhe atribuiu a alcunha de “Lord de Tibau”. “Era uma figura folclórica, muito conhecido aqui na cidade. Sempre andava com roupas no estilo conjunto, posava maravilhosamente para fotos. Era um lord”, enfatiza. Há mais de 30 anos, Coconha morava na casa que foi dos pais, em Tibau. Proprietário de vários imóveis na cidade­praia e também em Mossoró, ele não gostava de ostentar itens materiais. “Seu carro era um Uno, do ano, mais um Uno”, acrescenta Lúcia Rocha. Coconha era filho do representante comercial João Cantídio e da professora Ildérica da Silva Cantídio, sendo caçula de uma família de seis filhos. Formou­se em administração e economia pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), e ainda tentou carreira na política, sendo candidato a vice­prefeito em Mossoró na chapa encabeçada por Assis Amorim, em 1976. “Na juventude, ele morou em cidades como Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro. Há mais de 30 anos residia em definitivo em Tibau, dormindo ouvindo o barulho do mar”, destaca Lúcia Rocha, acrescentando que o velório e enterro de Coconha será realizado em Mossoró, na manhã deste sábado, 18. 

Nenhum comentário: