Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

SAÚDE NO BLOG

VOCÊ SABIA QUE EXISTE UMA NOVIDADE NO TRATAMENTO DO CONTROLE DO COLESTEROL? 

As estatinas são os medicamentos mais prescritos no mundo e são conhecidas por diminuir drasticamente o colesterol e a sua fração LDL. Essas drogas apresentam diversos efeitos colaterais apesar da sua ação terapêutica benéfica. Estudos recentes apontam para outros agentes terapêuticos para redução do colesterol, os quais , não apresentam os mesmo perigos das estatinas. O uso de anticorpos que inibem a pró-proteína PCSK9 está diretamente relacionado com a queda do colesterol.
Essa nova abordagem traz duas vantagens imediatas:
Em pacientes que tem a miopatia relacionada às estatinas e por ser droga injetável a cada 15 dias (maior adesão ao tratamento).
A pró-proteína convertase subtilisina/Kexin tipo 9 (PCSK9) é uma enzima que, nos seres humanos, é codificada pelo PCSK9.
O PCSK9 tem um papel importante no metabolismo do colesterol ao regular a degradação do receptor de LDL.
A descoberta dos efeitos benéficos da inibição da proteína PCSK9 foi anunciada como “um grande avanço científico que acontece uma vez a cada década ou mais” e representa uma das fronteiras mais promissoras.
A Food and Drug Administration (FDA) aprovou o Alirocumab como terapia adjuvante para diminuir o LDL colesterol em pacientes com hipercolesterolemia familiar heterozigótica ou com doença cardiovascular aterosclerótica clínica, que não têm sido capazes de reduzir seu LDL colesterol suficientemente com o uso de estatinas.
Alirocumab é o primeiro medicamento aprovado que inibe a proteína convertase subtilisina/Kexin tipo 9 (PCSK9), que é uma enzima que, nos seres humanos, é codificada pelo gene PCSK9. Em última analise ele auxilia receptores hepáticos a removerem o LDL colesterol do sangue.
O medicamento injetável destina-se a ser usado em conjunto com uma dieta, exercícios físicos e a dose máxima tolerada de estatinas.
Os efeitos adversos mais comuns incluem coceira, inchaço, dor ou hematomas no local da injeção, nasofaringite e gripe.
Muitos estudos ainda estão sendo feitos para entender todos os benefícios desse tipo de medicamento.
Para mais informações procure o seu médico. 

Fonte: Mayo Clinic/Anad/Scielo.

Nenhum comentário: