Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

RAPIDINHAS DO BLOG...

BRASILEIRO SE APOSENTA AOS 58, EM MÉDIA, E A MAIORIA GANHA 1 SALÁRIO MÍNIMO
O governo quer mudar as regras para a aposentadoria e enviou ao Congresso, no final do ano passado, uma proposta de reforma da Previdência. Uma das principais mudanças é que todos os trabalhadores deverão ter, no mínimo, 65 anos de idade e 25 anos de contribuição com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) para conseguir se aposentar. Para receber o valor integral da aposentadoria, será preciso contribuir por 49 anos. Afinal, com que idade o brasileiro costuma pendurar as chuteiras atualmente e quanto ganha de aposentadoria?
COMO É O APOSENTADO NO BRASIL HOJE*
O Brasil tem hoje pouco mais de 19 milhões de aposentados pelo INSS, segundo a Secretaria da Previdência Social. Atualmente, o brasileiro se aposenta, em média, aos 58 anos. De cada três aposentados, dois ganham um salário mínimo.  Há dois tipos de aposentadoria mais comuns no momento: por tempo de contribuição e por idade.
1) Por tempo de contribuição
Basta ter contribuído com o INSS por 35 anos, no caso dos homens, ou 30 anos, para as mulheres, independentemente da idade do trabalhador. Atualmente, cerca de 5,7 milhões de pessoas fazem parte desse grupo. Quem se aposenta por tempo de contribuição consegue o benefício com pouco menos de 55 anos e recebendo dois salários mínimos.
2) Por idade
A maior parte dos brasileiros, porém, se aposentou por idade: são pouco mais de 10 milhões de pessoas. Para conseguir se aposentar por idade, os homens precisam ter pelo menos 65 anos e as mulheres, 60 anos. Todos precisam ter contribuído com o INSS por 15 anos, no mínimo. Em geral, as pessoas mais pobres se aposentam por idade porque costumam trabalhar mais tempo sem ter carteira assinada e sem pagar o INSS. Assim, não conseguem completar os requisitos mínimos para a aposentadoria por tempo de contribuição. Quem se aposenta por idade acaba trabalhando mais e ganhando menos, atualmente. Em média, o aposentado por idade trabalha até os 61 anos, e ganha um salário mínimo.
(*) Esses são números médios, ou seja, nem todo mundo se aposenta com essas idades ou recebe esses valores.

CIENTISTAS CALCULARAM A MASSA DE TODA A VIA LÁCTEA, E O NÚMERO TEM 40 ZEROS
Astrônomos chegaram ao que acreditam ser a medida mais precisa da massa da Via Láctea: cerca de 4,8 x 10¹¹ vezes a massa do Sol, ou "massas solares", se quiser usar uma unidade padrão de massa da astronomia. Isso representa cerca de 9,5 x 10^41 kg, traduzindo, é o número 95 seguido por 40 zeros. O valor, é claro, é estimado, já que não temos nenhuma medida exata de todos os bilhões de estrelas e outros objetos que existem na Via Láctea (e nem conseguimos pesá-los em uma balança). Em um artigo publicado no The Astrophysical Jornal, os cientistas explicam como usaram métodos de medição que envolvem complexas técnicas matemáticas e estatísticas, como a análise hierárquica bayesiana, além de medições diretas da velocidade de aglomerados globulares, os grupos esféricos bem embalados de 10.000 a 100.000 velhas estrelas que se movem pela galáxia. Assim como a massa do Sol pode ser calculada medindo sua força gravitacional na Terra, a massa da Via Láctea pode ser calculada medindo sua atração gravitacional sobre os aglomerados globulares. A estimativa inclui tudo dentro de 125 quiloparsecs (unidade de distância usada em astronomia para representar distâncias estelares) do centro da galáxia – ou seja, em 3,9 x 10^18 quilômetros. E "tudo" não são apenas estrelas: existem planetas, luas, gases, poeira e outros objetos, para não mencionar a imensa quantidade de matéria escura. A autora principal da pesquisa, Gwendolyn M. Eadie, da Universidade de McMaster, em Ontário, Canadá, afirmou em entrevista ao "The New York Times" que as descobertas eram importantes do ponto de vista de um astrônomo. "Os métodos que desenvolvemos podem ser importantes em outros estudos. Estes métodos eram utilizados em outros campos, mas estão começando a se tornar mais úteis na astronomia agora que temos computadores que podem fazer cálculos complexos". O que isso significa para nós, reles mortais? "Isso apenas satisfaz a curiosidade sobre o mundo e galáxia em que vivemos", disse ela.

BUSCA NO GOOGLE NO ANDROID SERÁ SALVA SE VOCÊ PERDER A CONEXÃO
O Google atualizou seu aplicativo para celulares com o sistema Android com uma funcionalidade que pode ajudar a vida de muitos usuários. A partir de agora, se você ficar sem conexão durante uma busca na ferramenta, o próprio app recuperará automaticamente a busca assim que o sinal for restabelecido e te enviará um alerta. A funcionalidade deve ajudar quem faz pesquisas durante uma viagem com pouca conexão ou quem usa o celular em metrôs de grandes cidades, por exemplo. O usuário não precisará retornar toda vez para o app para tentar completar a busca que falhou – o serviço fará isso por você, nos "bastidores". De acordo com o Google, a novidade não tirará mais bateria do celular do usuário. Há esse temor por ser uma funcionalidade atuante em segundo plano, mas a companhia alega que nada mudará para quem mexe com o app. O Google também diz que a funcionalidade impactará "minimamente" o uso de dados do usuário. É possível, segundo a companhia, até enfileirar várias pesquisas diferentes para que os resultados apareçam quando o celular voltar a ter conexão.  Para ter acesso à novidade do aplicativo, basta atualizar o app para a sua versão mais recente.

Nenhum comentário: