Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

BIOGRAFIA DE CELEBRIDADES

BIOGRAFIA DE AL PACINO
Al Pacino (1940) é um ator, diretor e roteirista norte americano de cinema e teatro. Foi o primeiro ator a ser indicado no mesmo ano ao Oscar, nas categorias melhor ator e melhor ator coadjuvante. Recebeu o Oscar de Melhor Ator por sua atuação no filme “Perfume de Mulher”. Alfredo James Pacino (1940), conhecido como Al Pacino, nasceu em East Harlen Manhattan, Nova Iorque, no dia 25 de abril de 1940. Filho de Salvatore Pacino e Rose Gerard, ambos de ascendência italiana. Tinha dois anos quando seus pais se separaram. Seu pai foi morar na Califórnia e sua mãe mudou-se para South Bronx, para viver na casa de seus pais. Com 17 anos, “Sonny”, como era chamado pelos amigos, aspirava ser jogador de basebol e também ser ator. Ao abandonar a escola, se desentendeu com a mãe, saiu de casa e para se sustentar e financiar sua formação de ator trabalhou como mensageiro, garçom, porteiro e empregado dos correios. Começou cedo a beber e tornou-se usuário de maconha. No início da carreira, atuava em pequenas peças de garagem de Nova Iorque. Foi rejeitado pela Actors Studio, mas se juntou ao Hebert Berghof Studio (HB Studio), onde conheceu o professor de atuação Charlie Laughton, que se tornou se mentor e melhor amigo. Em suas primeiras atuações no palco, ganhou um Obie Award por sua interpretação em “The Indian Wants The Bronx” e um Tony Award por “Does The Tiger” Wear a Necktie?”. No cinema, a estreia aconteceu em 1969, com uma pequena participação no filme “Uma Garota Avançada”. Em 1971, sua atuação em “Os Viciados”, chamou a atenção do cineasta Francis Ford Coppola, que o selecionou para atuar na trilogia “The Godfather” (1972), (O Poderoso Chefão), de Coppola, que lhe rendeu uma indicação ao “Oscar de Melhor Ator Coadjuvante” no papel de Michael Corleone, o filho mais novo de Dom Vito Corleone (Marlon Brando). Em 1974 repetiu seu papel no “Poderoso Chefão Parte II”, quando foi indicado ao “Oscar de Melhor Ator”. Em 1990 atuou no terceiro filme da trilogia. Depois de várias indicações ao Oscar de Melhor Ator em “Um dia de Cão” (1975), “Justiça Para Todos” (1979), “Dick Tracy” (1990), “O Sucesso a Qualquer Preço” (1992), recebeu o “Oscar de Melhor Ator de 1993” em Perfume de Mulher (1992), por sua atuação como Frank Slade, um tenente coronel aposentado cego que contrata o estudante Charlie Simms para acompanha-lo em uma viagem a Nova Iorque. Nesse mesmo ano foi indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante com o filme “Glengarry Glen Ross” (Sucesso a Qualquer Preço). Entre os últimos trabalhos de Al Pacino, destacam-se: “Insônia” (2003), As Duas Faces da Lei” (2008), “Amigos Inseparáveis” (2012), “Salomé” (2013), “O Último Ato” (2014), “Não Olhe Para Trás” (2015) e “Beyond Deceit” (2016).


Nenhum comentário: