Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

RAPIDINHAS DO BLOG...

PRÉVIA DA INFLAÇÃO OFICIAL TEM A MENOR TAXA PARA OUTUBRO DESDE 2009
O Índice de Preços ao Consumidor - Amplo 15 (IPCA-15), considerado uma prévia da inflação oficial, perdeu força de setembro para outubro, ao passar de 0,23% para 0,19%, segundo informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na sexta-feira (21). Esse foi o menor IPCA-15 para os meses de outubro desde 2009, quando chegou a 0,18%. O que mais contribuiu para que o IPCA-15 perdesse força foi o grupo de alimentação e bebidas, que teve deflação de 0,25%, acima da queda de 0,01% de setembro. O preço do leite longa vida, por exemplo, caiu 8,49% mais barato, assim como o da batata-inglesa (-13,03%), das hortaliças (-6,18%) e do feijão-carioca (-6,17%), que durante muitos meses foi considerado o grande vilão da inflação. Na contramão, alguns alimentos impediram que a queda de preços fosse ainda maior. É o caso das carnes, cujos preços subiram 2,45% em outubro. Entre os grupos de gastos analisados pelo IPGE, os de artigos de residência também mostraram preços mais baixos. De setembro para outubro, a variação passou de uma taxa positiva de 0,25% para uma negativa de 0,31%. O de despesas pessoais seguiu a mesma tendência e registrou deflação de 0,12%, após subir 0,6%, em setembro. No entanto, outros grupos como os de habitação (de 0,48% para 0,6%) e transportes (-0,1% para 0,67%). O primeiro foi influenciado pelo aumento do preço do botijão de gás (3,55%) e o segundo pelo reajuste do custo das passagens aéreas (10,36%) e do etanol (3,38%), que fez com que a gasolina subisse 0,8%.
CURITIBA
A capital que registrou o maior avanço de preços de setembro para outubro foi Goiânia (0,38%), influenciada pelo litro da gasolina e do etanol, que ficaram mais caros. Por outro lado, a região metropolitana de Curitiba mostrou deflação de 0,26%, sob pressão dos alimentos, que ficaram mais baratos.
ACUMULADO NO ANO
No ano, o índice acumula alta de 6,11%. No mesmo período do ano anterior, a taxa havia ficando em 8,49%. Em 12 meses, o IPCA-15 está e, 8,27%. Em outubro do ano passado, nessa mesma base de comparação, o índice havia atingido 8,78%. Apesar de ter desacelerado, a inflação segue acima do teto da meta de 4,5% ao ano estipulada pelo Banco Central.
PREVISÕES
A estimativa do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano recuou 7,01%, segundo boletim Focus mais recente do Banco Central.

PEDRA DE JADE DE 174 TONELADAS É DESCOBERTA EM MIANMAR
Uma pedra de jade de 174 toneladas avaliada em milhões de dólares deverá permanecer por enquanto no lugar onde foi descoberta, em Mianmar, porque seus proprietários não dispõem do equipamento necessário para extraí-la. A pedra, de quase 6 metros de comprimento, foi descoberta na semana passada por mineiros, enterrada a cerca de 60 metros de profundidade no interior de uma montanha no estado de Kachin, uma região do norte de Mianmar rica em jade. "Quando raspamos o canto da pedra vimos que era de muito boa qualidade", declarou o deputado local Tint Soe. "Mas a pedra não pode ser movida neste momento porque não há aqui uma máquina que possa fazê-lo e tampouco há uma estrada apropriada", acrescentou. Apesar de que alguns chegaram a estimar o preço da pedra em mais de US$ 170 milhões, Tint Soe considera que o valor é de aproximadamente US$ 5,4 milhões. Mianmar produz a maioria das pedras de jade de boa qualidade do mundo. Trata-se de uma pedra semipreciosa de cor verde, que é muito apreciada na China, onde é conhecida como "a pedra do paraíso". Empresas vinculadas à antiga junta militar do país dominam o comércio de jade em Mianmar. Em 2014, o país vendeu no mercado mundial cerca de US$ 31 bilhões em jade, segundo a ONG Global Witness, o equivalente a quase a metade do PIB do país, um dos mais pobres do sudeste asiático. Milhares de trabalhadores pobres se trasladam ao norte do país para procurar pedaços de jade esquecidos pelas escavadoras das grandes companhias, uma atividade não regulada para a qual as autoridades e empresas fazem vista grossa. Nesse contexto, a mineração de jade pode ter um custo humano alto devido aos frequentes deslizamentos de terra, como o que deixo uma centena de mortos em novembro de 2015.

INAUGURADA NO CEARÁ MAIOR USINA SOLAR PRIVADA
Com potência instalada de 3 megawatts (MW), a maior usina de energia solar privada do País foi inaugurada no dia 20 de setembro no município de Pindoretama, Região Metropolitana de Fortaleza. O Grupo Telles, responsável pela implantação do equipamento, ainda pretende ampliar a capacidade da usina para 5 MW, na segunda etapa do projeto. Toda a energia produzida pelo empreendimento será de uso exclusivo do Grupo. O diretor de engenharia do Grupo Telles, José Paulo dos Santos, explica que a expansão da usina não será imediata, pois a empresa ainda fará um estudo de viabilidade financeira. A estimativa é que a análise seja concluída em até três meses. “A gente não pode vender energia, a microgeração distribuída é apenas para consumo próprio. Esse excedente será usado nas outras empresas da companhia”, ressaltou. José Paulo enfatiza que o principal motivo da iniciativa é reduzir os custos do Grupo e ter garantia de fornecimento de energia. “Estamos vendo até que ponto conseguimos reduzir nossos custos. O Nordeste, como nós sabemos, tem condições hídricas instáveis”, lamentou.
ECONOMIA DE R$ 300 MIL
A capacidade instalada da usina, de 3MW, garante todo o consumo da fábrica de embalagens de papelão Santa Elisa, que integra o Grupo, localizada em Aquiraz. É projetado que a economia na conta de luz da fábrica será superior a R$ 300 mil por mês. A usina já está operando, fornecendo 100% da energia para o local. O investimento para a construção do empreendimento foi de R$ 30 milhões. Deste total, R$20 milhões referem-se a compra de equipamentos da fornecedora norte-americana SunEdison. Enquanto que os outros R$10 milhões foram investidos nas instalações elétricas, mecânicas, na construção civil e em transformadores. “Nós temos 58 mil metros de cabos elétricos enterrados, de interligação dos painéis solares até a indústria”, comentou José Paulo. A nova usina solar ocupa uma área de 60.000 m² e conta com 9.223 painéis fotovoltaicos produzidos em Missouri, nos Estados Unidos, pela multinacional SunEdison.
NOVOS EQUIPAMENTOS
Durante a solenidade de inauguração do equipamento, o governador do Estado Camilo Santana enfatizou que o grupo Telles se torna um referencial para outros empreendimentos de produção de energia solar que serão instalados no Ceará. “Vai ser instalado em Cascavel, em Limoeiro do Norte. Nós temos também a primeira unidade, que é menor, lá em Tauá”, anunciou o governador sobre os novos empreendimentos voltados a produção de energia fotovoltaica. Ele ainda ressaltou que o atual cenário mostra que o Ceará “pela vocação, pelo potencial e pela quantidade de luz”, tem uma das melhores condições do mundo de produção de energia solar. José Paulo complementa, afirmando que quatro empresas procuraram o Grupo, durante o evento, com interesse em criar parcerias, para construir empreendimentos similares. “Ser o pioneiro sempre é difícil, tivemos que pesquisar muito. Eu já conversei com várias empresas, nós fazemos questão de divulgar a iniciativa”, comentou.
REDUÇÃO DO ICMS
Camilo Santana ainda lembrou que o Estado tem apresentado políticas de incentivo para a produção de energia solar. “Nós aprovamos uma lei na Assembleia garantindo a isenção do ICMS (Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços) para microgerador de energia solar. Foi o primeiro estado do País a tomar essa iniciativa”, ressaltou. A usina de Pindoretama foi umas das empresas beneficiadas pela iniciativa do governo. José Paulo explica que há pretensão de novos investimentos em energias renováveis, e para isso, está sendo realizado um estudo de viabilidade técnica e financeira para aplicações da empresa na área solar e eólica. Entretanto, o diretor preferiu não citar quais seriam esses projetos. “Nós queremos aumentar a nossa margem de lucro, é uma maneira de investir mais na empresa, reduzindo o custo”, concluiu. Já o governador do Estado pretende apresentar, em breve, um plano que foi construído a médio e longo prazo para energias alternativas e para mineração do Ceará. Ainda não há data para a apresentação. 

Nenhum comentário: