Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

quarta-feira, 13 de abril de 2016

CINEMA NO BLOG

A ORIGEM (2010)
Inception

FICHA TÉCNICA
Outros Títulos:
Origen (Espanha)
El origen (México, Argentina, Chile, Peru
Origine (Canadá francês)
Eredet (Hungria)
Pradzia (Lituânia)
Incepcja (Polônia)
Începutul (Romênia) 
Pais:
Estados Unidos, Reino Unido
Gênero:
Ação, Ficção Científica, Suspense
Direção:
Christopher Nolan
Roteiro:
Christopher Nolan
Produção:
Christopher Nolan, Emma Thomas
Design Produção:
Guy Hendrix Dyas
Música Original:
Hans Zimmer
Fotografia:
Wally Pfister
Edição:
Lee Smith
Direção de Arte:
Brad Ricker, Luke Freeborn, Dean Wolcott
Figurino:
Jeffrey Kurland
Guarda-Roupa:
Bob Morgan, Patricia Colin, Ken Crouch e outros
Maquiagem:
Luisa Abel, Sian Grigg, Aya Yabuuchi e outros
Efeitos Sonoros:
Richard King, Lora Hirschberg, Gary Rizzo, Ed Novick
Efeitos Especiais:
Chris Corbould, Michael Badley, Scott R. Fisher e outros
Efeitos Visuais:
Andrew Lockley, Pete Bebb, Paul J. Franklin e outros

ELENCO
Leonardo DiCaprio
Cobb
Joseph Gordon-Levitt
Arthur
Ellen Page
Ariadne
Tom Hardy
Eames
Ken Watanabe
Saito
Dileep Rao
Yusuf
Cillian Murphy
Robert Fischer
Tom Berenger
Peter Browning
Marion Cotillard
Mal
Pete Postlethwaite
Maurice Fischer
Michael Caine
Miles
Lukas Haas
Nash
Tai-Li Lee
Tadashi
Claire Geare
Phillipa Cobb, aos 3 anos
Taylor Geare
Phillipa, aos 5 anos
Magnus Nolan
James Cobb, aos 20 meses
Johnathan Geare
James, aos 3 anos
Tohoru Masamune
Guarda de Segurança japonês
Ryan Hayward
Advogado
Russ Fega
Motorista de Taxi
Michael Gaston
Oficial da Imigração
Lisa Reynolds
Enfermeira particular
Jack Gilroy
Cobb, idoso
Shannon Welles
Mal, idosa

PRÊMIOS
Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA:
Oscar de Melhor Fotografia (Wally Pfister )
Oscar de Melhor Mixagem de Som (Lora Hirschberg, Gary Rizzo, Ed Novick)
Oscar de Melhor Edição de Som (Richard King )
Oscar de Melhores Efeitos Visuais (Chris Corbould, Andrew Lockley, Pete Bebb, Paul Franklin)

INDICAÇÕES
Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA:
Oscar de Melhor Filme (Christopher Nolan, Emma Thomas)
Oscar de Melhor Trilha Sonora (Hans Zimmer)
Oscar de Melhor Direção de Arte (Guy Hendrix Dyas, Larry Dias, Douglas A. Mowat)
Oscar de Melhor Roteiro Original (Christopher Nolan)

Prêmios Globo de Ouro, EUA:
Prêmio de Melhor Filme - Drama
Prêmio de Melhor Trilha Sonora Original (Hans Zimmer)
Prêmio de Melhor Direção (Christopher Nolan)
Prêmio de Melhor Roteiro (Christopher Nolan)

VIDEOCLIPES

SINOPSE
Dom Cobb, juntamente com seu organizador e braço direito, Arthur, estão em uma missão de invasão da mente do poderoso empresário japonês, Saito, usando uma técnica de espionagem industrial através dos sonhos. A dor é sentida nos sonhos, porém a morte leva a pessoa a acordar. Cobb carrega consigo um totem na forma de pião, que originalmente pertencia à sua falecida esposa, Mal, para determinar se ele está sonhando ou não. A extração falha devido à intervenção de Mal, cujas lembranças assombram a mente de Cobb e sabotam suas missões. 
Saito revela que ele estava, na verdade, fazendo um teste para saber se a equipe tinha capacidade de fazer uma inserção, ou seja, usar os sonhos de uma pessoa para implantar a origem de uma ideia. Em troca, ele promete livrar todas as acusações de assassinato contra Cobb, se a missão for bem sucedida, para que ele possa rever seus filhos nos Estados Unidos. O alvo de Saito é Robert Fischer, filho do inimigo empresarial dele, Maurice Fischer. O objetivo é convencer Fischer a dividir o império do pai após a morte dele. Cobb recruta Eames, um falsificador capaz de mudar de aparência física dentro dos sonhos, Yusuf, um químico que formula sedativos, e Ariadne, uma estudante que ele e Arthur treinam para criar os cenários dos sonhos. Quando o velho Fischer morre em Sydney, Saito e a equipe dividem um voo com Robert Fischer para Los Angeles a fim de sedá-lo. Com Fischer inconsciente, eles entram no sonho de Yusuf, uma área metropolitana chuvosa, e sequestram Fischer. Entretanto, são atacados pelas projeções treinadas do inconsciente de Fischer, e Saito é ferido gravemente. Devido à influência dos sedativos e às múltiplas camadas de sonhos, a morte leva a pessoa para o limbo, um mundo de sonhos não construídos, por um tempo aparentemente indefinido. Cobb revela à Ariadne que ele passou anos no limbo com Mal, onde moldaram um mundo de acordo com suas ideias e que ao acordarem, Mal ficou convencida de que eles ainda estavam sonhando e cometeu suicídio, incriminado Cobb para persuadi-lo a fazer o mesmo, porém, ele fugiu dos EUA e das acusações. Eames muda sua forma para a de Peter Browning, padrinho de Fischer, para tentar extrair informações de Fischer mas nada consegue. A equipe entra em uma van, todos são sedados para o sonho de Arthur, um hotel, onde eles convencem Fischer de que ele foi sequestrado no primeiro nível por Browning e que devem entrar na mente dele para determinar seus motivos. Na verdade o sonho é o de Eames, uma área montanhosa e nevada, onde devem invadir uma fortaleza para revelar a ideia plantada. Para acordar e proteger a equipe, um membro fica para trás em cada nível com "chutes" sincronizados: Yusuf dirigindo a van para fora de uma ponte, Arthur explodindo um elevador com os corpos da equipe em gravidade zero, e Eames detonando explosivos na fortaleza da montanha. Fischer acaba sendo morto por Mal e vai para o limbo. Ariadne e Cobb o seguem para confrontá-la. Lá, Mal tenta convencer Cobb a ficar, fazendo com que ele questione sua própria realidade. Cobb revela que plantou uma ideia na mente de Mal para que ela acordasse, tornando-o indiretamente responsável por sua morte. Ela o ataca, porém Ariadne atira nela. Cobb permanece no limbo para localizar Saito, que havia morrido no nível anterior, enquanto Fischer e Ariadne retornam para a fortaleza, onde Fischer chega à conclusão de que seu pai desejava que ele viesse a ser um homem de convicções próprias. Cobb consegue localizar um envelhecido Saito e lhe diz que ambos precisam retornar à realidade. Ele acorda de volta no avião e encontra todos bem. Saito honra o acordo com Cobb e o livra das acusações de assassinato. Cobb entra nos EUA e finalmente retorna para sua casa. Ele gira o pião para verificar se está sonhando ou não, porém é distraído por seus filhos.

COMENTÁRIOS
Escrito e dirigido pelo cineasta britânico Christopher Nolan, “A Origem” é um ótimo filme de ficção científica. Sua trama gira em torno de um grupo de espiões especializados em roubar informações de pessoas, entrando em suas mentes no momento em que elas sonham.  Nolan realiza um excelente trabalho, tanto no roteiro por ele escrito, como através de sua segura direção. Na área técnica, entretanto, o que mais me chamaram atenção foram os irretocáveis trabalhos de edição e de efeitos especiais. Merecem ainda ser citadas a fotografia assinada por Wally Pfister e a trilha sonora a cargo de Hans Zimmer. Num elenco estelar com ótimas atuações, destacam-se os trabalhos de Leonardo DiCaprio, Joseph Gordon-Levitt, Ellen Page e Tom Hardy.

por Carlos Augusto de Araújo

Nenhum comentário: