Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

terça-feira, 8 de março de 2016

RAPIDINHAS DO BLOG...

BOLETIM FOCUS: MERCADO PREVÊ INFLAÇÃO DE 7,59% PARA 2016
Analistas e investidores do mercado financeiro voltam a elevar a estimativa de inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A nova perspectiva agora é de uma elevação de 7,59% em 2016 ante os 7,57% previstos anteriormente. Para 2017, a estimativa segue em 6%, de acordo com o boletim Focus, publicação divulgada semanalmente às segundas-feiras pelo Banco Central (BC), com base em projeções de instituições financeiras para os principais indicadores econômicos. Os cálculos sobre a inflação estão distantes do centro da meta de 4,5% e, neste ano, superam o teto de 6,5%. O limite superior da meta em 2017 é 6%. Mesmo com a expectativa de alta da inflação, a projeção para a taxa básica de juros, a Selic, permanece em 14,25% ao ano, em 2016, e, para 2017, é de redução da Selic para 12,50% ao ano. Os preços administrados, regulados pelo governo, como a gasolina e o gás de cozinha, tiveram suas estimativas reduzidas de 7,50% para 7,40.  A taxa de câmbio esperada em dezembro chega a US$ 4,30.
CRESCIMENTO
A projeção de instituições financeiras para a queda da economia este ano piorou mais uma vez e passou de 3,45% para 3,50%. Para 2017, a estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas produzidas pelo país, foi mantida em 0,50%. A expectativa de queda na produção industrial permanece em 4,50% em 2016.
SETOR EXTERNO
As perspectivas para o déficit em conta corrente, um dos principais indicadores das transações do Brasil com outros países, melhoraram e passaram de US$ 29,95 bilhões para US$ 29,26 bi, mesmo com investidores e analistas do mercado financeiro estimando um saldo da balança comercial menor, reduzido de US$ 40 bilhões para US$ 39,85 bilhões. Não houve alteração na projeção para os investimentos estrangeiros diretos, mantidos em US$ 55 bilhões. (por Agência Brasil)

EMPRESA DARÁ FOLGAS PARA FUNCIONÁRIAS MENSTRUADAS
Quando a empresa se preocupa com o funcionário, todos saem ganhando. Pensando nisso uma empresa britânica decidiu criar uma política interna que possibilita as mulheres tirarem dias de folga enquanto estiverem menstruadas. A Coexist é uma empresa que administra o espaço cultural Hamilton House, abrigando artistas, ativistas e organizações comunitárias, numa zona boêmia da cidade britânica de Bristol. Dos 31 funcionários, 24 são do sexo feminino e com essa medida ela busca criar um ambiente de trabalho mais eficiente e criativo. Em uma entrevista ao jornal  ‘The Guardian’, a diretora da empresa, Bex Bexter, disse: “Eu gerenciei muitas mulheres ao longo dos anos e já vi muitas delas se curvando de dor por causa da menstruação. Mesmo assim, elas acham que não podem ir para casa, porque não classificam isso como motivo”. “Isto é injusto. Se alguém está com dor, não importa o motivo, deve ir para casa. Mas queremos fazer disso uma política para reconhecer que as mulheres precisam desse tempo sem precisar classificar isso como doença”, acrescentou Bexter. A diretora da empresa afirma ser um equívoco pensar que tirar folgas torna o negócio improdutivo. Sincronizar o trabalho com os ciclos naturais dos funcionários é o correto a fazer na opinião dela.

A PARTIR DE 15 DE ABRIL GVT DEIXA DE EXISTIR
A marca GVT vai sumir do mercado a partir de 15 de abril. A informação chega pouco mais de um ano após a Telefônica comprar a operadora brasileira por mais de 7 bilhões de euros, dando a operadora de telefonia móvel Vivo a oportunidade de se expandir em telefonia fixa, banda larga e TV por assinatura para fora do estado de São Paulo. Segundo o Tecnoblog, a GVT esclareceu que o atendimento telefônico será alterado e que haverá mudanças nos aplicativos e serviços. Os sites da GVT e Vivo serão unificados a partir do dia 2 de abril. O cliente que precisar entrar em contato terá que ligar para 103 15 em vez de 103 25. A Vivo afirmou que os pacotes atualmente contratados pela GVT serão honrados. Os clientes da GVT poderão fazer parte do Vivo Valoriza, programa de fidelidade que dá descontos em cinema, serviços e aparelhos. Os aplicativos da GVT também serão renomeados: GVT Freedom, GVT Protege e Minha GVT passando a se chamar Vivo Freedom, Vivo Protege e Meu Vivo Fixo, respectivamente. A Vivo informou ainda que os clientes de telefonia fixa, banda larga e TV por assinatura da GVT terão descontos em planos do Vivo Móvel.

Nenhum comentário: