Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

CINEMA NO BLOG

OS ANJOS DA GUARDA (1995)
Les anges gardiens
FICHA TÉCNICA
Outros Títulos:
Guardian Angels (USA, UK)
Soldi proibiti (Itália)
Dos locos en Hong Kong (Argentina)
Ángeles guardianes (Espanha)
Die Schutzengel (Alemanha)
De beschermengele (Holanda)
Skyddsänglarna (Suécia)
Между ангелом и бесом (Rússia) 
Pais:
França
Gênero:
Comédia Romântica, Ação, Crime
Direção:
Jean-Marie Poiré
Roteiro:
Jean-Marie Poiré, Christian Clavier
Produção:
Charles Wang, Alain Terzian
Design Produção:
Hugues Tissandier
Música Original:
Eric Levi
Fotografia:
Christophe Beaucarne, Jean-Yves Le Mener, Christophe Legal
Edição:
Catherine Kelber
Figurino:
Patricia Poiré
Guarda-Roupa:
Gil Noir, Khadija Zeggaï
Maquiagem:
Annick Legout, Monique Granier, Muriel Baurens
Efeitos Sonoros:
Maurice Laumain, Jean-Charles Ruault, Pierre Martens e outros
Efeitos Visuais:
Gilbert Kiner, Stephane Bidault

ELENCO
Gérard Depardieu
Antoine Carco / Seu Anjo da Guarda
Christian Clavier
Padre Hervé Tarain / Seu Anjo da Guarda
Eva Grimaldi
Regina Podium
Yves Rénier
Yvon Radmilo
Alexandre Eskimo
Bao
Laurent Gendron
Lucky
Eva Herzigova
Tchouk Tchouk Nougat
Dominique Marcas
Irmã Angelina
Jennifer Herrera
Luna
Ysé Tran
Lily Wang
Jean Champion
Avô do Padre Tarain
Anna Gaylor
Mãe do Padre Tarain
Maryse Deol
Cunhada do Padre Tarain
Volodia Serre
Sobrinho do Padre Tarain
Olivier Achard
Jean-Luc Tarain
Francis Lemaire
Professor Georges Van den Berg
Nathalie Sejean
Maryse
Stéphanie Jaubert
Yasmina
William Miale
Johnny
Julien Courbey
Jérôme
Laurent Jaubert
Rachid
Stéphane Bari
Tripulante da Air France
Patrick Zard
Policial do Aeroporto de Roissy
Philippe Nahon
Motorista de táxi

PRÊMIOS
Prêmios Golden Camera, Alemanha
Prêmio Golden Camera de Melhor Ator Internacional (Gérard Depardieu)
 
VIDEOCLIPES

SINOPSE
Yvon Radmillo, um francês que mora na China, rouba dinheiro da máfia chinesa. Perseguido pelos bandidos, ele tenta fugir do país com o dinheiro e seu filho Bao, cuja mãe é chinesa. No entanto, é alcançado e seriamente ferido pelos mafiosos. Apavorado, ele decide pedir ajuda a seu velho amigo Antoine Carco, dono de um cabaré em Paris, com quem no passado esteve envolvido em diversas formas de tráfico na Ásia. Ao telefonar para Antoine, de uma cabine telefônica, Yvon o informa que se acha com um câncer em estado terminal, e pede que ele venha a Hong Kong para buscar seu filho e o dinheiro que se acha no cofre de um Banco. Inicialmente hesitante, Antoine termina aceitando a missão. Presente durante o telefonema, e ignorando a identidade do interlocutor de Antoine, Regina, sua noiva, uma italiana extremamente ciumenta, suspeita que se trate de mais um envolvimento amoroso dele. Durante a conversa, um caminhão se choca com a cabine telefônica, esmagando Yvon, que morre instantaneamente. Ao chegar à Hong Kong, Antoine descobre que seu amigo não morreu de câncer, mas foi perseguido e assassinado pela máfia local. Depois de pegar o dinheiro e conseguir encontrar o pequeno Bao, ele e a criança por acaso chegam a um pensionato dirigido pela Irmã Angelina, uma freira francesa. Lá, ele tem a oportunidade de conhecer o Padre Hervé Tarain, sacerdote de uma vila francesa, que chegou à China com jovens delinquentes para ajudarem as Irmãs missionárias.  Alegando chamar-se Sr. Chicollini, um homem de negócios que veio à China para negociar um grande contrato para construção de um metrô, Antoine apresenta Bao como seu filho, o qual precisa voltar para Paris a fim de ficar com a mãe, já que suas negociações ainda se acham em andamento. No dia do embarque, Antoine acompanha o Padre Tarain e as crianças até o aeroporto. Na realidade, seu gesto visa estar menos exposto aos perigos que a máfia representa para ele. Antes de se apresentar para embarque, ele consegue esconder o dinheiro entre os pertences do padre. Para surpresa de todos, ele afirma que também estará voltando para Paris, porque inesperadamente as negociações acabaram antes do dia esperado, tendo seus concorrentes alemães sido considerados os vencedores. Como membros da máfia haviam feito uma denúncia anônima de que ele estaria embarcando ilegalmente com uma enorme soma em dinheiro, Antoine é minuciosamente revistado por oficiais da alfândega que, obviamente, não encontram nada. Uma vez a bordo, ele diz ter um medo enorme de viajar de avião, convencendo o Padre Tarain a se sentar ao seu lado ao longo de todo o trajeto. Na verdade, ele pretende resgatar o dinheiro que escondera na bagagem de mão do religioso. Assim, na primeira vez em que o Padre Tarain se levanta para ir ao toalete, Antoine vasculha todos os seus pertences e não encontra nada. Por engano, ele colocara o dinheiro numa bagagem que foi despachada e, por consequência, se acha no porão da aeronave. Com receio de que os oficiais da alfândega francesa descubram os milhões de dólares escondidos na bagagem do Padre Tarain, ao chegarem ao aeroporto de Roissy, Antoine faz um escândalo enorme, de modo a chamar a atenção de todos os fiscais alfandegários para a sua pessoa. Seu estratagema, enfim, funciona. No saguão do aeroporto, Luna, uma empregada do cabaré de Antoine que veio receber Bao, afirma para o padre não ser mãe da criança e, muito menos, companheira de Antoine, apesar das alegações deste último. Por outro lado, Regina, sua verdadeira noiva, tem um ataque de ciúmes ao imaginar que ele teve um filho com Luna. Ao retirarem as bagagens, Antoine se apressa a pegar a maleta que transporta os milhões de dólares, o que faz sob o olhar perplexo do sacerdote, que se sente usado. Depois de uma discussão entre os dois, Antoine pede ao sacerdote que cuide da criança enquanto ele vai tentar localizar Lily Wang, a verdadeira mãe de Bao. De volta ao seu cabaré, Antoine enfrenta mais uma crise de ciúmes de Regina que, por vingança, destrói uma tela de Lautrec. Em seguida, ela tenta o suicídio ao pular da janela, mas Antoine consegue segurá-la pelo pé. À essa altura, dois criminosos chineses chegam ao local, dando a entender que Lily Wang é sobrinha do Sr. Mo, o chefe da máfia. Antoine consegue desarmá-los e, ao usar de violência, seu Anjo da Guarda se mostra chocado. Os bandidos aproveitam a oportunidade para fugir. Pouco depois, o Padre Tarain chega ao cabaré acompanhado por seu anjo. Mais tarde, ao se encontrar no escritório de Antoine, o bando de mafiosos retorna ao cabaré. Antoine, que não conseguiu a intervenção da polícia, corre com uma arma para atacar os bandidos, enquanto Tarain e uma das dançarinas se escondem em um armário. Logo após o tiroteio, ao saírem em busca de Bao, Antoine revela ao sacerdote o envolvimento da máfia chinesa nessa história. Em seguida, ele recebe um telefonema de Regina ameaçando mais uma vez cometer suicídio. Os dois retornam à casa de Antoine, onde encontram seu Jaguar em chamas, fato que Regina diz ter sido obra da máfia chinesa.  Pressentindo o perigo, o Padre Tarain se oferece para hospedá-los em sua casa, onde já se encontra Bao. No entanto, os mafiosos chegam antes à casa de Tarain onde sequestram Bao e um irmão do padre. Por telefone, o Sr. Mo previne que qualquer tentativa de notificarem a polícia resultará na execução dos sequestrados. Determinado a ajudá-los, o avô do padre, um veterano da Guerra da Indochina, oferece seu velho rifle para expulsarem os mafiosos. Enquanto tenta argumentar com seu avô, o Padre Terain discute com seu anjo, criando um mal-entendido. Numa rápida manobra, o anjo faz com que a cadeira de rodas do velho militar seja lançada escada a baixo. A espingarda dispara acidentalmente, ferindo levemente Antoine na panturrilha. Algum tempo depois, Padre Terain e Antoine viajam até Bruxelas numa tentativa de encontrarem Lily Wang, que se acha em uma clínica de reabilitação. Ao encontrá-la, eles a levam a um restaurante onde, num primeiro momento, Antoine fala sobre trivialidades sem maior importância. No entanto, pressionado por Terain, ele termina contando toda a verdade, desafiando inclusive as recomendações do médico dela. Ao saber que o marido foi morto por um caminhão e que seu filho foi sequestrado, a jovem mulher chinesa desmaia. De volta à Paris, eles terminam encontrando o esconderijo do Sr. Mo no 13º Distrito da cidade. Com as ajudas de seus anjos da guarda, eles terminam conseguindo que os bandidos sejam presos e os reféns libertados. No final, Antoine e Regina se casam e decidem doar os milhões de dólares trazidos da China. 

COMENTÁRIOS
Realizado pelo cineasta Jean-Marie Poiré, “Os Anjos da Guarda” é uma boa comédia do cinema francês de meados dos anos 1990. Sua trama é, basicamente, dividida em duas partes. Na primeira, passada em Hong Kong, ela é marcada por um clima explosivo, belicoso. Já na segunda, na Europa, o humor se acha presente, principalmente quando surgem as figuras dos anjos da guarda. Na direção, Poiré se sai bem, mas os grandes destaques do filme ficam por conta das ótimas atuações de Gérard Depardieu e Christian Clavier, nos papéis principais. 


por Carlos Augusto de Araújo

Nenhum comentário: