Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

RAPIDINHAS DO BLOG...

13º SALÁRIO DEVERÁ INJETAR R$ 173 BILHÕES NA ECONOMIA, DIZ DIEESE
Até dezembro deste ano, o pagamento do 13º salário deverá injetar cerca de R$ 173 bilhões na economia brasileira, segundo estimativas do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), divulgadas na quarta-feira (11). O valor previsto para este ano indica um crescimento de 9,9% frente a 2014 (R$ 158 bilhões). Por outro lado, o Dieese estima que o número de pessoas que receberá o 13º salário em 2015 será 0,3% inferior (cerca de 300 mil pessoas a menos) ao calculado em 2014, "em grande parte pela redução do estoque de empregos no setor formal". Até setembro, o país perdeu 657 vagas formais de trabalho, segundo dados do Ministério do Trabalho. Neste ano, perto de 84,4 milhões de brasileiros serão beneficiados, segundo o Dieese. Em 2014, 84,7 milhões receberam 13º salário. O montante de R$ 173 bilhões representa aproximadamente 2,9% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, e será pago aos trabalhadores do mercado formal, inclusive aos empregados domésticos; aos beneficiários da Previdência Social; e aos aposentados e pensionistas. O cálculo do Dieese considera apenas os empregos formais. Não leva em conta os autônomos, assalariados sem carteira ou trabalhadores com outras formas de inserção no mercado de trabalho que, eventualmente, recebem algum tipo de abono de fim de ano, nem os valores envolvidos nesses abonos.
VALOR MÉDIO DE R$ 1.924
Segundo o levantamento, os 84,4 milhões de brasileiros que deverão receber 13º salário serão beneficiados com um rendimento adicional, em média, de R$ 1.924. Os assalariados no setor formal irão receber, em média, R$ 2.451. A maior média deve ser paga para os trabalhadores do setor de serviços, e corresponde a R$ 2.796. Na indústria, o valor médio será de R$ 2.570. Já na agropecuária, será de R$ 1.497. Para aposentados e pensionistas, o valor médio será de R$ 1.531.
APOSENTADOS E PENSIONISTAS RECEBERÃO R$ 51,5 BILHÕES
Do montante a ser pago a título de 13º, cerca de 30% dos R$ 173 bilhões, ou seja, perto de R$ 51,5 bilhões, serão pagos aos aposentados e pensionistas. Outros R$ 121,7 bilhões, ou 70,3% do total, irão para os empregados formalizados. Dos 84,4 milhões de brasileiros que devem ser beneficiados, 33,6 milhões, ou 38,6% do total, são aposentados ou pensionistas da Previdência Social (INSS). Os empregados formais (50,8 milhões de pessoas) correspondem a 60,2% do total. Entre estes, os empregados domésticos com carteira de trabalho assinada somam 1,916 milhões equivalendo a 2,3% do conjunto de beneficiários do abono natalino. 
DISTRIBUIÇÃO POR REGIÃO
A Região Sudeste receberá 51,3% do montante que entrará na economia do país com o pagamento do 13º salário, segundo o Dieese. Outros 15,6% do montante a ser pago devem ser pagos na região Sul, enquanto ao Nordeste serão destinados 15,9%. Para as regiões Centro-Oeste e Norte, irão, respectivamente, 8,6% e 4,9%.

ASTRÔNOMOS IDENTIFICAM OBJETO MAIS REMOTO DO SISTEMA SOLAR
Astrônomos identificaram o objeto mais distante no Sistema Solar: observações do telescópio japonês Subaru revelaram o corpo, que deve ser gelado, a 15,5 bilhões de quilômetros do Sol, cerca de três vezes mais longe do que Plutão. O objeto foi catalogado com o nome de V774104 e, segundo estudos iniciais, teria entre 500 e mil quilômetros de extensão. Agora os cientistas terão que rastrear o planeta anão durante um ano para descobrir qual é a forma e o tamanho de sua órbita em torno do Sol. A descoberta do objeto mais distante do Sistema Solar foi anunciada no 47º Encontro Anual da Sociedade Americana de Astronomia - Divisão para Ciências Planetárias, que está ocorrendo perto de Washington. A equipe responsável pela descoberta é liderada por Scott Sheppard, da Instituição Carnegie para Ciência, e Chad Trujillo, do Observatório Gemini no Havaí. "Não conseguimos explicar as órbitas desses objetos a partir do que sabemos sobre o Sistema Solar", disse Sheppard à revista especializada Science.
ÓRBITAS ESQUISITAS
O objeto até então considerado mais distante era o planeta anão Eris. Esse corpo celeste, que tem uma lua chamada Dysnomia, se move em uma órbita que fica entre 5,7 bilhões e 14,6 bilhões de quilômetros do Sol. Para compreender um pouco melhor esses números: a Terra está a 149 milhões de quilômetros do Sol e até mesmo o mais distante planeta maior, Netuno, a 4,5 bilhões de quilômetros de distância, parece mais próximo quando comparado a essas descobertas. Mas a grande questão é se o V774104 caminha em sua órbita para dentro do local onde está atualmente, como Eris, ou para fora, como os objetos conhecidos como 2012 VP113 e Sedna. Esses dois corpos estão ligeiramente mais próximos da parte mais interna do Sistema Solar do que Eris, mas as análises de suas órbitas mostram que eles vão alcançar grandes distâncias no espaço, chegando a 66 bilhões e 140 bilhões de quilômetros respectivamente. Modelos que explicam a formação do Sistema Solar sugerem que objetos assim provavelmente não foram criados com essas órbitas esquisitas. Uma explicação para isso é que esses objetos sofreram perturbações gravitacionais devido à passagem de um planeta (provavelmente um que foi expulso de nosso Sistema Solar logo no começo de sua história) e foram puxados para suas trajetórias atuais. Alguns cientistas até especulam que estes objetos podem ter sido "roubados" de uma estrela que se formou a partir do mesmo "berçário" de onde saiu o Sol, há 4,6 bilhões de anos.

WINDOWS: PROGRAMA MELHORA O DESEMPENHO DO PC COM A DESFRAGMENTAÇÃO DO DISCO DURANTE A EXECUÇÃO DO SISTEMA
Existem algumas recomendações de boas práticas que quando seguidas pelos leitores, garantem um melhor funcionamento do PC. Entre elas, é indispensável que periódicamente seja realizada a desfragmentação de disco. O sistema operacional Windows oferece nativamente o recurso que gerencia esse processo. Porém, a interface lmita-se a execução do recurso, o agendamento da sua execução e a visualização do relátório do sistema e arquivos. A desfragmentação do disco melhora o desempenho do computador, pois através dela ocorre a consolidação da informação que fica fragmentada no disco rígido (ou qualquer dispositivo de armazenamento), e dessa forma é reduzido o tempo gasto para localizar qualquer informação armazenada.  Apresentamos o IObit Smart Defrag, um programa gratuito que auxilia no gerenciamento da desfragmentação do disco durante o carregamento do sistema operacional, e quando o PC estiver ocioso.
SOBRE O PROGRAMA 
Após ter instalado o programa é possível definir como ele será executado, a vantagem de usá-lo consiste em que o usuário não precise se preocupar em realizar a desfragmentação de disco, pois o programa já estará fazendo isso periódicamente. A realização do processo ocorrem em segundo plano, e tempo de execução do sistema operacional. Isso significa que as informações estarão sendo reorganizadas constantemente assim que os arquivos forem sendo salvos no disco.
Entre as opções de desfragmentação, é possível configurar para que o processo só ocorra durante o carregamento do sistema operacional. Nesse caso, dependendo do volume de informações armazenadas no HD, o carregamento pode demorar alguns instantes a mais do que o normal. Mas irá garantir que a execução do sistema operacional esteja sempre no melhor desempenho. Esse procedimento é recomendável, pois determinados arquivos podem não ser reorganizados em tempo de execução e dessa forma o processo pode realizar a verificação completa. O usuário pode ativar e desativar essa função conforme a sua necessidade. O programa conta com a possibilidade de se desfragmentar desterminadas pastas de arquivos, ou de programas instalados no PC. Esse recurso é útil para quem costuma manipular um volume significativo de arquivos, e para melhorar o desempenho de programas e games mais executados. 
Após a conclusão do processo de desfragmentação, é exibido um relatório contento o diagnóstico completo da situação do HD, e algumas sugestões de otimização com base na varredura realizada. A função de desframentação durante o carregamento do sistema é desabilitada em SSDs(solid-state drive) para não comprometer a vida útil do dispositivo de armazenamento. 

Nenhum comentário: