Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

sábado, 18 de agosto de 2012

COMUNICADO DO BLOG


OUSAR
Se você quer ser completamente livre, ouse! Ousar! Esta é a palavra mágica para você realizar. Sinta-se livre para você fazer o que quiser, seja para usar uma roupa diferente, seja para rir alto, para escrever uma linda carta de amor, ou qualquer outra coisa que você queira fazer e tem medo de que os outros o recriminem. Tudo o que você realmente desejar, você pode. Não se iniba diante das críticas! Elas virão, com certeza, mas se você tiver certeza do que está fazendo, você saberá se defender! Lembre-se, a vida não pode ser uma prisão, mesmo que seja uma gaiola de ouro. A vida é para ser vivida livremente, para ser aproveitada, mesmo nas menores coisas! Então, vou aproveitar e desejar muita Paz, saúde, alegria e sucesso! Um abração amigo e bem carinhoso do Borjão para todos vocês e até 03 de setembro de 2012 se Deus assim permitir.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

CITAÇÃO DO DIA


“O esforço é um elemento importante, mas a competência só pode ser medida pelos resultados.” (Laurence J. Peter (1919-1988), educador e escritor norte-americano)

CHARGE DO DIA


RAPIDINHAS DO BLOG...


TIM SE ANTECIPA À ANATEL E COMEÇARÁ A USAR NOVA REGRA PARA LIGAÇÃO DE CELULAR
A proposta de regulamento da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que dará 120 segundos para que os usuários de celulares possam refazer ligações que caiam é "uma oportunidade para se desfazer mal-entendidos", na avaliação do vice-presidente da TIM, Mário Girasole. Em entrevista à ‘Agência Estado’, o executivo afirmou que a companhia nunca lucrou com a queda de chamadas dos planos Infinity. "Depois de um período de grande turbulência midiática, uma medida como essa dará mais clareza e transparência ao nosso modelo de serviços ilimitados. Enxergamos como uma oportunidade para limpar a mesa dessas polêmicas", disse Girasole. Na semana passada, o Ministério Público do Paraná divulgou um relatório preliminar de fiscalização da Anatel que apontava que, em apenas um dia, a companhia teria faturado R$ 4,3 milhões pelo desligamento proposital das ligações de 8,2 milhões de usuários. Com o novo regulamento, esse cenário não voltaria a ocorrer. "Não podemos falar em perda de receita, porque essa questão da queda de chamadas não gera ganhos que possam ter relevância para uma empresa do tamanho da TIM", argumentou o executivo. Nos planos de ligações ilimitadas, como o Infinity, da TIM, o usuário é cobrado pelo número de chamadas que faz, e não pelo tempo que dura cada ligação. Girasole voltou a criticar o relatório da Anatel, classificando-o como "impreciso", e disse que a TIM espera que o julgamento desse processo ocorra o mais rápido possível. O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, pediu que o órgão regulador apresse a tramitação do caso, que deve ser julgado pelo conselho até outubro. "Já apresentamos nossa defesa apontado as diversas falhas da fiscalização e, caso seja necessário, vamos entregar mais análises e evidências de que a TIM não poderia derrubar chamadas deliberadamente", completou o vice-presidente da companhia. Enquanto o caso não chega ao seu trâmite final, a TIM se propôs a adotar as novas regras - adiantadas na segunda-feira pela Agência Estado - antes mesmo da exigência da Anatel, que só deve ser aprovada daqui a um mês. Segundo informe divulgado nesta quarta-feira, a companhia já vai começar a aplicar na próxima semana os dois minutos de tolerância para a recuperação de ligações em seis Estados do Nordeste: Alagoas, Ceará, Pernambuco, Paraíba, Piauí e Rio Grande do Norte. A empresa destacou, ainda, que trabalha com a previsão de que a novidade seja implementada para os clientes de todo o Brasil até o final de setembro. "A medida está sendo tomada pela agência em função da evolução tecnológica que permite a adaptação rápida das plataformas e por causa do crescimento da oferta dos planos ilimitados. De certa forma, isso também significa reconhecer que a TIM foi a primeira a oferecer o serviço", avaliou Girasole. Na quarta-feira, o conselheiro da Anatel, Marcelo Bechara, afirmou que a atualização da regra está alinhada com a nova realidade de oferta massiva desses planos e foi tomada considerando os resultados da fiscalização da agência. "O que o usuário quer é que a chamada não caia e, se cair, que ele não seja penalizado por isso. Queremos que o consumidor não tenha prejuízo", concluiu.

CÉLULAS-TRONCO OBTIDAS PELO BUTANTAN JÁ SÃO TESTADAS EM HUMANOS
Células-tronco embrionárias obtidas a partir de uma técnica desenvolvida por pesquisadores do Instituto Butantan, em São Paulo, já estão sendo aplicadas em seres humanos. Os primeiros resultados dos testes, visando à reconstrução do tecido que reveste a córnea, deverão ser anunciados no segundo semestre de 2013. “Fora do país, há alguns estudos avançados. Porém, eles não chegaram à quantidade de células que a gente consegue obter. O grande achado do nosso trabalho é conseguir quantidades de células suficientes para aplicação em humanos”, destaca o pesquisador do Instituto Butantan Nelson Lizier. O estudo feito pelos pesquisadores do Laboratório de Genética do instituto levou à criação de uma técnica que permite obter grandes quantidades de células-tronco - capazes de gerar qualquer tecido do corpo humano – a partir do dente de leite. “Essa nova tecnologia que nós conseguimos desenvolver permite que, de uma única polpa [de um dente de leite], a gente consiga tratar muitos pacientes, em torno de 100 por dia”, destaca Lizier. Os últimos testes feitos em animais mostraram que as células não levam a nenhum efeito colateral quando comparadas a biofármacos e a outras drogas. “As cirurgias já estão acontecendo. A gente já fez em dois pacientes, dentro do Instituto da Visão da Unifesp [Universidade Federal de São Paulo], responsável por essa parte cirúrgica”, ressalta o pesquisador. Os resultados só poderão ser divulgados após o encerramento dos testes. Um grupo de pacientes com lesões na córnea está recebendo as células-tronco como parte do experimento. Além da córnea, os pesquisadores já têm pesquisas sobre a aplicação das células-tronco embrionárias em outras áreas. “A gente já tem estudos aqui dentro do grupo de pesquisa para a utilização dessas células para regeneração de retina, para arteriosclerose, doenças cardíacas, regeneração óssea, de cartilagem, e implantes dentários”. Os estudos sobre células-tronco obtidas a partir de dentes de leite começaram a ser feitos no Butantan em 2004. Com essa técnica, os embriões não são mais necessários para a criação das células-tronco. Assim, é possível produzir do próprio organismo do paciente uma célula igual à embrionária.

SAMSUNG APRESENTA GALAXY NOTE 10.1
A Samsung apresentou o novo Galaxy Note 10.1 num evento em Nova York nesta semana. O aparelho é uma das apostas de 2012 da empresa. É uma versão de tela maior do Galaxy Note 5.3 que saiu no fim do ano passado e foi vendido como um intermediário entre tablet e smartphone. O Note 10.1 foi exibido primeiramente em março no Mobile World Congress, em Barcelona. O aparelho acabou recebendo críticas de alguns veículos, então a Samsung resolveu trabalhar um pouco nele. O produto que aparece agora tem processador quad-core de 1,4 GHz, 2GB de RAM e sistema operacional Android 4.0.4 (Ice Cream Sandwich; a Samsung promete atualização para o Jellybean 4.1 até o fim do ano). Ele também vem com a caneta stylus S Pen que permite escrever, desenhar e rabiscar na tela do 10,1 polegadas do Note. O Galaxy Note 10.1 sai no mercado americano em duas versões: 16 GB por US$ 499 e 32 GB por US$ 549. Ambas vêm apenas com Wi-Fi. Mais para frente, modelos com HSPA+, tecnologia de transmissão de dados que aproxima o 3G do padrão LTE (quase um 4G). O Note 10.1 também saiu no Reino Unido nesta semana. Para o Brasil ainda não há data oficial de lançamento, mas a assessoria da Samsung diz que ele deve chegar aqui até o fim de 2012.

RÁPIDAS & CURTAS DO BORJÃO:

# BLOG DO BORJÃO FICARÁ SEM ATUALIZAÇÕES – O Blog do Borjão ficará sem receber atualizações a partir de 18 de agosto de 2012, em virtude do titular do Blog ter que se ausentar para realizar alguns exames médicos e visitar a filha Marcela que reside em Londrina-PR. O Blog passará a receber novas atualizações a partir de 03 de setembro de 2012, contamos com a compreensão do caríssimo e fiel “web leitor” do Blog do Borjão.  

# APOSENTADOS FAZEM MANIFESTAÇÃO EM FRENTE AO PALÁCIO DO PLANALTO - Associações de aposentados e pensionistas realizaram na quarta-feira (15) uma manifestação em frente ao Palácio do Planalto. A ideia é cobrar o fim do fator previdenciário e a aprovação do Projeto de Lei 4.434/2008 que recompõe perdas salariais dos benefícios. Os aposentados foram ao palácio por volta de 17h20 e chegaram a quebrar uma barreira da Praça dos Três Poderem a fim de interditar a rua que fica de frente para o prédio. Em seguida, eles bloquearam parte da Esplanada dos Ministério e os carros tiveram de desviar por outras vias. Segundo a Polícia Militar, mais de mil pessoas participaram da manifestação.

# MINISTROS DO SUPREMO VOTAM ENCAMINHAMENTO DE OFÍCIO A OAB - O ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que a defesa de Enivaldo Quadrado e Breno Fischberg o acusaram de dar entrevistas "de forma parcial, proferindo decisões de forma midiática". O ministro se diz ofendido e, por isso, pediu a Corte o envio de um documento à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) com uma recomendação contra os advogados que o criticaram. "Para esses advogados, todo ministros que ousem discordar do posicionamento por eles defendido deve ser taxado de parcial”, justificou Barbosa. Porém, a lógica de Barbosa só foi aceita pelo ministro Luiz Fux - os demais entenderam que os advogados podem usar os meios que julgarem necessários para defender seus clientes.

# OUSAR - Se você quer ser completamente livre, ouse! Ousar! Esta é a palavra mágica para você realizar. Sinta-se livre para você fazer o que quiser, seja para usar uma roupa diferente, seja para rir alto, para escrever uma linda carta de amor, ou qualquer outra coisa que você queira fazer e tem medo de que os outros o recriminem. Tudo o que você realmente desejar, você pode. Não se iniba diante das críticas! Elas virão, com certeza, mas se você tiver certeza do que está fazendo, você saberá se defender! Lembre-se, a vida não pode ser uma prisão, mesmo que seja uma gaiola de ouro. A vida é para ser vivida livremente, para ser aproveitada, mesmo nas menores coisas! Então, vou aproveitar e desejar uma semana de Paz alegria e sucesso! Um abração amigo e bem carinhoso do Borjão para todos vocês e até 03 de setembro de 2012 se Deus assim permitir. 

ARTE NO BLOG


A ARTE DE MARY CASSATT – PARTE 02
por Maria Helena Rubinato Rodrigues de Sousa


CRIANÇAS BRINCANDO NA PRAIA (1884)
Em 1874, Mary Cassatt tomou a decisão de se estabelecer definitivamente na França. Mas nem tudo eram flores. Mary criticava a política que dominava o Salão de Paris e o gosto convencional que imperava nas escolhas. Era franca em seus comentários o que levou sua amiga Emily Sartian a escrever para casa: “ela é cortante, esnoba toda a arte moderna, despreza Cabanel, Bonnat, os nomes que aprendemos a reverenciar”. Uma das coisas que mais a aborrecia era ver telas pintadas por mulheres serem desprezadas, a não ser que a pintora tivesse um amigo ou protetor entre os membros do júri e ela se recusava a buscar os favores dos jurados. Em 1875, ela comprovou o que pensava e se tornou mais amarga em relação ao Salão. Um quadro dela, recusado no ano anterior, foi aceito nesse ano com uma alteração: ela escureceu o fundo da tela. Em 1877, ela foi convidada por Degas a participar de uma exposição com os Impressionistas. Esses revolucionários das Artes, que não tinham lançado nenhum manifesto formal, determinando temas ou técnicas, há anos vinham recebendo notas furiosas dos críticos. Berthe Morisot, a grande Impressionista cunhada de Édouard Manet, logo se tornou amiga de Mary Cassatt. As duas eram admiradoras de Degas e Mary disse a respeito da obra desse magnífico pintor: “Ele mudou minha vida. Eu vi a arte como eu gostava que ela fosse”. Aceitou entusiasmada o convite de Degas e começou a preparar telas para a próxima exposição dos Impressionistas, planejada para 1878, que acabou só acontecendo em 1879. Ela se sentia confortável entre eles e aderiu à causa entusiasmada, declarando: “estamos lutando uma batalha desesperadora e precisamos unir nossas forças!”. Enquanto a maioria de seus colegas Impressionistas se fixava em paisagens e cenas de rua, Mary tornou-se conhecida pelos retratos. Ela gostava, sobretudo, de pintar mulheres em ambientes domésticos, especialmente mães com filhos. Mas ao contrário das madonas e querubins da Renascença, seus retratos eram muito pouco convencionais, diretos e fieis à realidade. Uma conhecida estudiosa das Artes Plásticas, a americana Gemma Newman, observou que “o objetivo de Cassatt era demonstrar a força e não a doçura das mulheres; a vida real, e não o sentimentalismo ou o lirismo”.


 “Crianças Brincando na Praia”, é óleo sobre tela, mede 97.4 x 74.2 cm. É notável a capacidade de Mary em capturar as atitudes naturais das crianças: ela retratou à perfeição sua concentração quando estão brincando, quer dizer, "trabalhando".

Fonte: Acervo National Gallery of Art, Washington, DC 

RECEITA DO BLOG


PERNIL DE VITELA ASSADO COM FAROFA DE CASTANHA DE CAJU



INGREDIENTES PARA 04 PORÇÕES:
1 pernil de vitela de 1,2 kg, 2 cebolas raladas, 4 col. (sopa) de açúcar mascavo, 4 de mostarda e 8 de óleo, 1/2 litro de vinho branco, 5 col. (chá) de Flor de Sal da Cimsal, 1 xíc. de castanhas de caju trituradas, 3 col. (sopa) de manteiga, 2 xíc. de farinha de mandioca, 1/2 xíc. de passas, fios de cenoura e de beterraba.

MODO DE PREPARO:
Ponha pernil em assadeira. Tempere com cebola misturada com açúcar, mostarda, metade do óleo, vinho e 4 col. (chá) de flor de sal. Deixe 12 horas na geladeira. Reserve metade da marinada e asse pernil com marinada restante por 85 min a 180 graus. Vá regando com marinada reservada. Tire. Reserve. Numa frigideira, doure castanha no óleo restante. Junte manteiga e, ao derreter, misture farinha, passas, flor de sal restante. Cozinhe, mexendo, 1 min. Tire. Sirva com pernil e molho da assadeira. Fios de cenoura e beterraba decoram.

CIRCULA NA INTERNET


IMAGEM DO DIA

Uma bela imagem na Praia do Presidio - Aquiraz - CE - Brasil, clicada por Adjacir Cidrão

PIADA DO BLOG


OBSESSÃO POR SEXO
Muito a contra-gosto, o pai  leva o filho ao psiquiatra por imposição da professora que insistia em dizer que o menino era obcecado por sexo. Então o psiquiatra pega uma folha de papel em branco, desenha duas retas paralelas e pergunta ao garoto:
- Que desenho é esse?
- E um casal fazendo sessenta e nove!
O médico, pega outra folha de papel e desenha um triângulo.
- E agora? - pergunta.
- São dois homens fazendo sexo com a mesma mulher! - responde o garoto.
Aí o psiquiatra chama o pai do garoto em um canto e comenta:
- Realmente, o seu filho tem obsessão por sexo... Eu lhe mostrei esses desenhos e ele disse...
- Ele tem obsessão por sexo? - interrompe o pai do garoto. - E quem foi que desenhou toda essa sacanagem?

TEXTO DO BLOG

JUSTIÇA QUE TRABALHA

por Gaudêncio Torquato*

À primeira vista, o dado causa impacto: em 2011, chegaram às prateleiras da Justiça do Trabalho 3.069.489 processos, dos quais 3.016.219 foram julgados. Os números mostram que, a cada 100 mil habitantes, 88 ingressaram com ação ou recurso no Tribunal Superior do Trabalho, 296 nos Tribunais Regionais do Trabalho e 1.097 nas Varas do Trabalho, uma expansão de quase 2% em relação ao ano anterior.
A leitura da moldura estatística permite enxergar três hipóteses: a sociedade tem se tornado mais conflituosa na roda do trabalho; os cidadãos ascendem ao patamar da cidadania pela escada dos direitos individuais e coletivos; a esfera da Justiça trabalhista faz a lição de casa, apresentando-se como uma das mais avançadas na escala da produtividade jurídica.
A pergunta de fundo é: qual a razão para números tão assombrosos se Nações avançadas, como os EUA e o Japão, registram quantidade ínfima de processos trabalhistas, cem mil e mil, respectivamente?
A imagem de sociedade em estado de litígio, convenhamos, não combina com a pacífica fisionomia nacional. É evidente que os avanços da modernidade têm contribuído para desvanecer os “nobres predicados do caráter nacional”, que Affonso Celso apontou em seu clássico Por que Ufano do Meu País: “a afeição à ordem, à paz; a doçura, o desinteresse, o escrúpulo para cumprir obrigações contraídas, a caridade, a tolerância, a ausência de preconceitos”, entre outros.
Como o Brasil não é uma ilha tranquila em um oceano revolto, é natural que tenha abrigado, ao longo dos ciclos históricos, antagonismos deflagrados por vertentes do capital e do trabalho, originados na desigualdade de classes, na racionalização de processos produtivos (em evolução desde a revolução industrial), nas lutas por melhores condições de trabalho, enfim, no desenvolvimento tecnológico que muda as operações produtivas.
Por esta pista, chega-se à encruzilhada dos conflitos trabalhistas, mas esse conjunto de fatores não justifica os exorbitantes dados que emolduram nossa Justiça do Trabalho.
A razão é outra. Trata-se de uma legislação produzida na era Vargas, que cria amarras, engessa as relações trabalhistas e acaba jogando os contendores na arena dos embates. De lá para cá, pouco se avançou.
Em 1932, criaram-se as Comissões Mistas de Conciliação e as Juntas de Conciliação e Julgamento. A Justiça do Trabalho apareceu em 1939, sendo regulamentada em 1940 e instalada no ano seguinte. Dois anos depois, veio a Consolidação das Leis Trabalhistas, reunindo e ampliando a dispersa legislação feita ao longo de duas décadas. Os dissídios individuais e coletivos passaram a formar o escopo da Justiça do Trabalho.
As mudanças, ao longo de décadas, foram tênues e pontuais, contemplando transformações sócio-econômicas e alguns nichos, como as questões portuária e previdenciária e as ações de indenização por dano material e moral decorrentes de acidente de trabalho e doença profissional.
O leque foi incorporando muitas dobras, multiplicando os conflitos. E a dissonância se estabeleceu. Acordos estabelecidos entre categorias que chegam a um consenso sobre benefícios – flexibilização de horários, férias etc. – podem ser contestados na Justiça pelo Ministério Público.
Os sindicatos perderam força. A insegurança se expandiu e, hoje, o Brasil enfrenta o dilema: enxuga o cipoal legislativo para acompanhar as mudanças tecnológicas que varrem territórios imersos na crise global ou abre largas fendas no terreno do emprego.
A propósito da nossa gordura legislativa, o professor José Pastore lembra que, nos Estados Unidos, as leis federais do trabalho cobrem apenas seis pautas: salário-mínimo, desemprego, aposentadoria, treinamento, saúde e negociação. O que aí não se inclui entra no acordo individual ou no contrato coletivo, sob a égide de máxima flexibilidade.
Portanto, não é plausível culpar os Tribunais pelo excesso de conflitos e julgamentos de cunho econômico, porquanto eles cumprem tarefa constitucional. Ao contrário, a Justiça do Trabalho apresenta performance das mais produtivas do Poder Judiciário, bastando anotar os resultados de suas instâncias: o Tribunal Superior do Trabalho, em 2011, decidiu 206,9 mil processos dos 211,7 recebidos, enquanto os Tribunais Regionais receberam quase 757 mil, julgando mais de 722 mil ações.
A carga de trabalho dos ministros impressiona: 15.857 processos para cada ministro, considerando-se, ainda, que o TST reduziu em 100 dias o tempo médio de tramitação de processos. Já a primeira instância recebeu 2.135.215 processos, decidiu 2.052.487 casos. Quase R$ 15 bilhões foram repassados para pagamento de trabalhadores que ganharam ações na esfera trabalhista.
Esse eixo do Judiciário é um dos mais integrados à modernização. A tramitação eletrônica dos processos judiciais, que simplifica a burocracia e agiliza a justiça, já é realidade. Os advogados festejam o fato de que, hoje, é cada vez mais possível enxergar o final de uma ação trabalhista, ao contrário do que se constata nas áreas civil e tributária.
Outra nota de destaque é a transparência. O TST foi o primeiro dos tribunais superiores a divulgar salários de ministros, juízes e servidores. Obstáculos ainda existem. Há imensos gargalos na fase de execução de processos, em decorrência de insolvência de empresas e do não atendimento às disposições jurisdicionais, o que instiga as Cortes a usarem suas ferramentas para disponibilizar os créditos aos vencedores das ações.
Por último, ressalte-se o vigoroso passo dado pela sociedade na trilha dos direitos humanos. Nas últimas duas décadas, os gêneros conquistaram bonitos troféus na luta por igualdade; categorias profissionais fizeram valer as especificidades e condições de suas tarefas; minorias étnicas e raciais, por via de intensa mobilização, levantaram suas bandeiras, concretizando antigos sonhos; as desigualdades entre classes diminuíram.
Sob essa esplendorosa arquitetura de direitos, a Justiça de Trabalho faz bem a lição de casa.

(*) Gaudêncio Torquato, jornalista, é professor titular da USP e consultor político e de comunicação Twitter @gaudtorquato

INDICADORES DO BLOG


BOVESPA
BOLSAS DO MUNDO
ÍNDICE
VARIAÇÃO (%)
VARIAÇÃO (PTS)
TOTAL (PTS)
Dow Jones - Estados Unidos
+0,65%
+85,33
13.250,11
S&P 500 - Estados Unidos
+0,71%
+9,98
1.415,51
Nasdaq - Estados Unidos
+1,04%
+31,46
3.062,39
DAX Frankfurt - Alemanha
+0,71%
+49,49
6.996,29
CAC 40 - França
+0,91%
+31,29
3.480,49
Euro Stoxx 50 - Europa
+1,08%
+26,14
2.456,53
Merval - Argentina
+1,76%
+43,07
2.483,42
Nikkei 225 - Japão
+1,88%
+167,72
9.092,76
SSE Composite - China
-0,32%
-6,75
2.112,20
Hang Seng - China
-0,45%
-89,34
19.962,95
16/08/2012 18h03 | Thomson Reuters

MOEDAS
MOEDA
COMPRA (R$)
VENDA (R$)
VAR (%)
Dólar Comercial
2,0168
2,0175
-0,27%
Euro
2,4929
2,4942
+0,31%
Libra
3,1743
3,1759
+0,07%
Peso Argentino
0,4376
0,4377
-0,34%
16/08/2012 18h04 | Thomson Reuters

INFLAÇÃO
ÍNDICE
VALOR (%)
IBGE IPCA Month
0,43%
INPC IBGE (mês)
0,43%
IPC Fipe (mês)
0,13%
IPC-DI FGV (mês)
0,22%
IGP-DI FGV (mês)
1,52%
IGP-M FGV (mês)
0,77%
IPA-DI FGV (ano)
5,83%
ICV Dieese (mês)
0,93%
16/08/2012 18h03 | Thomson Reuters

JUROS E POUPANÇA
ÍNDICE
VARIAÇÃO (%)
Selic (ano)
8,00%
CDI (ano)
7,81%
TJLP - Taxa de juros de longo prazo (trimestre)
5,50%
TR - Taxa referencial (mês)
0,0000%
Poupança (mês)
0,500%
16/08/2012 18h10 | Thomson Reuters

RISCO PAÍS
ÍNDICE
VALOR (PTS)
Risco país Brasil
164,00
Risco país México
126,00
Risco país Argentina
1.010,00
16/08/2012 18h09 | Thomson Reuters

COMMODITIES
ÍNDICE
VARIAÇÃO (%)
VARIAÇÃO (PTS)
COTAÇÃO (US$)
Prata
-
+0,38
28,17
Platina
-
+46,35
1.436,25
Petróleo WTI
+1,00%
+0,94
95,27
Ouro
-
+11,22
1.614,10
Petróleo Brent
+0,60%
+0,70
116,95
Paládio
-
+9,00
581,00
16/08/2012 18h09 | Thomson Reuters

ATIVIDADE ECONÔMICA
ÍNDICE
VALOR (%)
Desemprego (mês)
5,80%
PIB (variação em relação ao trimestre imediatamente anterior)
0,20%
PIB (variação em relação ao mesmo trimestre do ano anterior)
0,80%
Dívida pública como proporção do PIB
35,10%
Produção industrial (mês)
0,20%
Produção industrial (ano)
-5,50%
Vendas do Varejo (mês)
-0,80%
16/08/2012 18h09 | Thomson Reuters 

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

CITAÇÃO DO DIA


É uma virtude, vim a acreditar há muito tempo, não fazer um drama a partir da vida emocional. Há sempre suficiente trabalho para fazer, para não mencionar que há mundo suficiente lá fora.”  (Joseph Brodsky (1940-1996), escritor norte-americano nascido na Rússia, no livro Marca D’Água (Cosac Naify).

CHARGE DO DIA


RAPIDINHAS DO BLOG...


MERCADO DE FRANQUIAS DO BRASIL TRIPLICA EM 10 ANOS É O MAIOR DA AL
O mercado de franquias do Brasil é o maior da América Latina em número de lojas, de redes e de empregos, segundo a revista AméricaEconomia, que reuniu dados sobre o setor na edição de agosto. No País, existem hoje 1,8 mil redes, com 86,3 mil unidades e 777 mil empregados. O faturamento do setor triplicou nos últimos dez anos, passando de R$ 28 bilhões em 2002 para R$ 88,5 bilhões no ano passado. A maior rede é O Boticário, com 3,3 mil lojas, seguida pelos Colchões Ortobom (1,8 mil) e Kumon (1,5 mil). O McDonald’s continua sendo uma das mais caras, com investimento inicial entre R$ 1,3 milhão e R$ 2,6 milhões. Mas, nesse quesito, estão acima da rede americana de fast-food a empresa de hotelaria francesa Accor (cujo investimento inicial vai de R$ 5,5 milhões a R$ 13 milhões) e a academia Pelé Club (de R$ 2 milhões a R$ 3,2 milhões). É interessante notar que o mercado de franquias do Brasil é o que tem maior participação de empresas nacionais. Aqui, 93% das unidades abertas fazem parte de redes brasileiras e apenas 7% são de estrangeiras, conforme mostra o gráfico abaixo, extraído da AméricaEconomia.
ASPIRINA E PREVENÇÃO DO CÂNCER
Tomar diariamente uma aspirina, sob controle médico, reduziria em 16% o risco de mortalidade por câncer. Esse potencial benefício do medicamento tem por base estudo publicado por Eric Jacobs e colaboradores no "Journal of the National Cancer Institute". Jacobs destaca que, apesar das evidências encorajadoras, a recomendação específica de tomar aspirina para prevenir câncer ainda é prematura. A advertência pode evitar mais uma indicação para o emprego do mais antigo remédio em uso contínuo no mundo que é fabricado em laboratório farmacêutico. Entre as indicações já consagradas estão prevenir tromboses e tromboembolias e tratar ou prevenir o infarto. Mas o medicamento tem também muitas contra-indicações, entre elas para os portadores de úlceras gastrointestinais, nas viroses em crianças e na febre em portadores de dengue. O estudo, realizado pelos pesquisadores da Sociedade Americana de Câncer, teve por base 100 mil idosos recebendo aspirina diariamente e observados durante 11 anos. A aspirina completou em julho 113 anos de idade. Foi sintetizada inicialmente em 1899 pelo laboratório alemão Bayer. Deixou, então, de ser usada a partir do pozinho, por vezes tóxico, da casca dos ramos do salgueiro. O emprego da casca já era recomendado desde a Antiguidade. (por Julio Abramczyk)

FUJIFILM APRESENTA CÂMERA INSTANTÂNEA SIMILAR A POLAROID E LANÇA MODELOS DIGITAIS NO BRASIL
A Fujifilm demonstrou nesta semana durante evento em São Paulo, a Instax Mini 7S, primeira câmera analógica da marca de revelação instantânea --técnica consagrada pelas antigas Polaroid-- a chegar ao Brasil. A companhia também lançou os modelos digitais X-Pro1 e XS-1. A máquina, que tem preço sugerido de R$ 349, já está à venda na Fast Shop --segundo a empresa, chega a outras lojas no final de setembro. Ela usa filme de 54x86 mm --cada um dos rolos de 20 chapas custa R$ 40. A revelação leva cerca de três minutos. "Essa mágica está conquistando o público feminino adolescente", diz Gustavo Meyer, representante da divisão de câmeras da Fujifilm no Brasil. "Não queremos substituir a fotografia digital, mas sim complementá-la. Acho que nosso produto fará reavivar a paixão pela foto analógica", diz Meyer. A câmera, que tem flash embutido e usa tempo de exposição fixo de 1/60 s, tem controle de exposição limitado a diminutas opções e é grandalhona (12x12,1x7,1 cm). Durante o evento em que apresentou a câmera, a empresa nipônica também lançou duas câmeras digitais no país, a X-Pro1 e a XS-1. Voltada para entusiastas da fotografia, a X-Pro1 (R$ 7.999, sem lentes) possui visor semelhante aos presentes nas antigas câmeras "rangefinder", que dispensa o uso dos espelhos das reflex, em função de corpo e custo reduzidos. Contudo, diferentemente das máquinas antigas, a X-Pro1 usa uma camada de informações digitais sobre a imagem do visor analógico, o que o dá a denominação de "híbrido" e maior utilidade. As objetivas para a câmera custam a partir de R$ 2.499 (18 mm, F/2). Outros modelos de lentes são a 35 mm F/1.4 (R$ 2.999) e a 60 mm F/2.4 (R$ 3.499). Segundo a fabricante, outros modelos estão sendo desenvolvidos. O sensor CMOS da máquina é feito no padrão APS-C, comum a câmeras reflex de diversas fabricantes. Por sua vez, a XS-1 é uma compacta do tipo "superzoom", que tem 26x de zoom (faixa equivalente de 24 mm a 624 mm). Seu grande  atrativo é a ativação manual do zoom, que se faz rodando o barril da objetiva --algo raro entre câmeras compactas. 

RIVISTA DO MINO


Hermínio Macêdo Castelo Branco (Mino) é cearense, natural de Fortaleza. Filho de Francisca Macêdo e Raimundo Castelo Branco, nasceu no dia 3 de maio de 1944. Formado em Direito pela UFC (inscrito na OAB), a lista de suas atribuições é extensa: desenhista, artista plástico, cartunista, programador visual, projetista gráfico, poeta bissexto, livre pensador, autor de histórias, fábulas e contos infantis, ilustrador e publicitário. Trabalhando em agências de publicidade e colaborando com quase todos os jornais de Fortaleza, passou vários anos dedicado ao trabalho de criação de marcas, programação visual e projetos gráficos. Edita sua própria publicação mensal "RIVISTA", distribuída através da editora "RISO" (de sua propriedade) para vários colégios no Ceará. RIVISTA contém toda a diversificação de seu trabalho: fábulas, contos, frases, pensamentos, artigos, poesias, ilustrações e cartuns. O "Blog do Borjão" em homenagem ao Mino disponibiliza às 5ª feiras o tópico "RIVISTA DO MINO".

SAÚDE NO BLOG


ZUMBIDOS NO OUVIDO INCOMODAM AO MENOS 28 MILHÕES DE PESSOAS NO PAÍS

Este problema comum ocorre em homens e mulheres. Pode manifestar-se a qualquer momento, mas é mais frequente após os 60 anos. Segundo a Sociedade Brasileira de Otologia, atinge 17% dos brasileiros, ou cerca de 28 milhões de pessoas. Entre suas causas estão desde lesões no nervo da audição e inflamações crônicas, até depressão e ansiedade. O ideal é consultar um médico ao primeiro sintoma, fazer o diagnóstico e tratar.

por Adriana Gonzaga Chaves*

Diz-se que uma pessoa tem “zumbidos nos ouvidos” quando escuta sons “fantasmas”, ou seja, que não se originam no meio ambiente. Pode-se verificar que não há barulho no local em que está, mas ela ouve um barulho (zumbido) de intensidade e característica variáveis, contínuo ou não.
O problema é muito comum em homens e mulheres. Pode ocorrer tanto em um ouvido quanto nos dois, ou até mesmo existir a sensação de que está em outros locais da cabeça. Pode manifestar-se em qualquer idade, porém é mais frequente após os 60 anos. Pesquisas internacionais e nacionais constataram que cerca de 15% das pessoas apresentam o problema em algum momento da vida. Segundo a Sociedade Brasileira de Otologia, 17% dos brasileiros, ou cerca de 28 milhões de pessoas, têm zumbido no ouvido. O zumbido é um sintoma, não uma doença, e pode ter inúmeras causas.
Didaticamente, dividem-se as causas básicas do zumbido em dois grupos: as de fora do ouvido, também chamadas para-auditivas, e as de dentro do ouvido, ou auditivas. As causas auditivas mais comuns dos zumbidos são: a) lesões no nervo coclear, ou da audição, por exposição a ruídos de forte intensidade,  isto é, acima de 85 decibels; b) por inflamações crônicas; c) pela doença de Menière, que se carateriza pelo aumento da pressão do líquido no interior do ouvido; d) por presbiacusia, isto é, perda auditiva decorrente do envelhecimento natural; e) por doenças metabólicas como diabetes, hipotireoidismo, hipertireoidismo e ingestão excessiva de cafeína e/ou chocolate. As principais causas para-auditivas dos zumbidos no ouvido são: a) doenças vasculares; e b) problemas nos músculos da região dos ouvidos, como as mioclonias. 
Também podem causar zumbidos: a) doenças psiquiátricas como depressão, ansiedade e fobias; b) problemas odontológicos, entre eles a disfunção temporomandibular; c) consumo de remédios como anti-inflamatórios derivados do ácido acetilsalicílico; antibióticos como os aminoglicosídeos; anticoncepcionais; e alguns medicamentos usados no tratamento de câncer. É comum, finalmente, a associação de perda da audição e zumbido.
Boa parte das pessoas, sobretudo se atingidas por zumbidos periódicos ou menos intensos, convivem com eles sem grandes dificuldades. Portadores das formas mais intensas e contínuas, porém, sofrem muito. É comum terem dificuldade para dormir e apresentarem alteração de humor e da capacidade de concentração, o que prejudica suas atividades diárias, até o trabalho e as relações sociais. Nas situações mais graves, se tornam presas fáceis dos quadros depressivos crônicos.
O ideal é consultar um otorrinolaringologista à primeira indicação. Hoje, existem especialistas em zumbido pelo menos nas capitais e em muitas cidades grandes. Boa alternativa é buscar um deles nos Departamentos de Otorrinolaringologia das Faculdades de Medicina.
Nem sempre é fácil descobrir a causa, ou as causas, do problema, porque podem ser várias ao mesmo tempo. E o tratamento muitas vezes é multidisciplinar, ou seja, realizado em conjunto com psiquiatra, endocrinologista, neurologista e outros profissionais. Mas em grande parte dos casos é possível superar ou atenuar o problema. 

(*) Adriana Gonzaga Chaves é mestre em Otorrinolaringologia pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), e-mail:  fleury@grupofleury.com.br

CIRCULA NA INTERNET


IMAGEM DO DIA

Uma bela imagem do aterro da Praia de Iracema - Fortaleza - CE - Brasil, clicada por Adjacir Cidrão.

PIADA DO BLOG


O HOMEM QUE USAVA CALCINHA
Os dois amigos se encontram no vestiário do clube, num fim de semana, na hora do banho. Um deles nota que o outro está usando calcinhas rendadas.
- Que é isso, cara? Calcinha de mulher?
O outro olha para um lado, para o outro, e responde:
- É a última moda, você não sabia? Todos os meus amigos estão usando calcinhas em vez de cuecas.
- Larga do meu pé, cara! Quando foi que você começou com esta mania?
- Desde que a minha mulher descobriu uma no porta-luvas do meu carro!

TEXTO DO BLOG

APARECER E NÃO APARECER

por Luis Fernando Veríssimo*

Há controvérsias. Alguns acham que juiz de futebol bom é o que não aparece. Outros acham que juiz bom é o que impõe sua autoridade, mesmo tendo que recorrer ao histrionismo e a gestos enérgicos. Ou seja: quanto mais aparecer, melhor.
Já entre os juízes togados,“aparecer” ou não “aparecer” significa se ater aos autos, na linguagem jurídica, ou julgar de acordo com suas convicções pessoais, sua personalidade e o momento. Um juiz julgar, ou aparecer, além ou a despeito dos autos não é necessariamente um defeito: muitas vezes os autos dizem pouco e a verdade depende da sensibilidade de quem os interpreta.
Os ministros do Supremo Tribunal Federal que julgam o mensalão estarão em evidência nas próximas semanas e a Nação terá a possibilidade de estudá-los de perto e conhecer o jeito de cada um. Alguns têm personalidade mais forte do que outros. Os egos também variam.
O importante — para continuar a analogia com juiz de futebol — é que sejam justos, não favoreçam nenhum lado indevidamente e deem, figurativamente, todos os pênaltis.
A nomeação de juízes para a corte suprema é uma tarefa presidencial equivalente, em importância, a qualquer outra decisão administrativa ou política do governo. Pode-se até dizer, exagerando só um pouco, que o legado maior de um presidente ao país é a qualidade dos juízes que deixa na corte quando seu governo acaba.
Nos Estados Unidos, a reeleição do Dobliu Bush se deveu à maioria conservadora da corte, que literalmente lhe doou a presidência, interrompendo os debates sobre a lisura das eleições e ignorando protestos legítimos contra o arbítrio da sua decisão. Foi um caso extremo, para não dizer supremo, de interferência politicamente motivada do Poder Judiciário nos destinos daquela república, feita sem o menor pudor.
Mas os juízes que reelegeram Bush sempre votaram (e ainda votam, pois a maioria continua) de acordo com a intenção dos governos conservadores que os botaram lá, o que é natural e legítimo. O caso Bush foi apenas uma suspensão passageira do senso de medida.
Aqui, como lá, são todos homens honrados, que se aterão aos autos ou julgarão de acordo com seus instintos. No atual julgamento, uns aparecerão mais, outros aparecerão menos, mas é difícil imaginar que algum deles vote de acordo com uma prévia agenda politica, ou por lealdade a quem o nomeou. De qualquer maneira, nas próximas semanas vamos conhecê-los de perto...

(*) Luis Fernando Verissimo romancista e cronista brasileiro nasceu em 26-09-1936 em Porto Alegre - RS, é filho do grande escritor Érico Veríssimo.

INDICADORES DO BLOG

BOVESPA










BOLSAS DO MUNDO
ÍNDICE
VARIAÇÃO (%)
VARIAÇÃO (PTS)
TOTAL (PTS)
Dow Jones - Estados Unidos
-0,04%
-5,06
13.167,08
S&P 500 - Estados Unidos
+0,13%
+1,84
1.405,77
Nasdaq - Estados Unidos
+0,46%
+13,92
3.030,90
DAX Frankfurt - Alemanha
-0,40%
-27,59
6.946,80
CAC 40 - França
-0,03%
-1,07
3.449,20
Euro Stoxx 50 - Europa
-0,08%
-1,90
2.430,39
Merval - Argentina
+0,83%
+20,09
2.440,35
Nikkei 225 - Japão
-0,05%
-4,84
8.925,04
SSE Composite - China
-1,10%
-23,58
2.118,94
Hang Seng - China
-1,18%
-239,39
20.052,29
15/08/2012 17h39 | Thomson Reuters

MOEDAS
MOEDA
COMPRA (R$)
VENDA (R$)
VAR (%)
Dólar Comercial
2,0225
2,0230
-0,18%
Euro
2,4850
2,4859
-0,44%
Libra
3,1719
3,1735
-0,13%
Peso Argentino
0,4391
0,4393
-0,11%
15/08/2012 17h40 | Thomson Reuters

INFLAÇÃO
ÍNDICE
VALOR (%)
IBGE IPCA Month
0,43%
INPC IBGE (mês)
0,43%
IPC Fipe (mês)
0,13%
IPC-DI FGV (mês)
0,22%
IGP-DI FGV (mês)
1,52%
IGP-M FGV (mês)
0,77%
IPA-DI FGV (ano)
5,83%
ICV Dieese (mês)
0,93%
15/08/2012 17h39 | Thomson Reuters

JUROS E POUPANÇA
ÍNDICE
VARIAÇÃO (%)
Selic (ano)
8,00%
CDI (ano)
7,81%
TJLP - Taxa de juros de longo prazo (trimestre)
5,50%
TR - Taxa referencial (mês)
0,0000%
Poupança (mês)
0,500%
15/08/2012 17h40 | Thomson Reuters

RISCO PAÍS
ÍNDICE
VALOR (PTS)
Risco país Brasil
161,00
Risco país México
121,00
Risco país Argentina
1.021,00
15/08/2012 17h39 | Thomson Reuters

COMMODITIES
ÍNDICE
VARIAÇÃO (%)
VARIAÇÃO (PTS)
COTAÇÃO (US$)
Prata
-
+0,05
27,80
Platina
-
+0,89
1.391,49
Petróleo WTI
+0,82%
+0,77
94,20
Ouro
-
+5,46
1.603,50
Petróleo Brent
+2,03%
+2,31
116,34
Paládio
-
+1,50
574,50
15/08/2012 17h48 | Thomson Reuters

ATIVIDADE ECONÔMICA
ÍNDICE
VALOR (%)
Desemprego (mês)
5,80%
PIB (variação em relação ao trimestre imediatamente anterior)
0,20%
PIB (variação em relação ao mesmo trimestre do ano anterior)
0,80%
Dívida pública como proporção do PIB
35,10%
Produção industrial (mês)
0,20%
Produção industrial (ano)
-5,50%
Vendas do Varejo (mês)
-0,80%
15/08/2012 17h48 | Thomson Reuters