Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

CHARGE DO DIA

RAPIDINHAS DO BLOG...

JUROS PARA EMPRESAS CONTINUA 6,25%

O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu no dia 17/12, manter a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) em 6,25% ao ano. A taxa vale para os três primeiros meses de 2009. A TJLP serve de referência para empréstimos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a projetos de investimento e sua definição leva em conta a inflação e o risco-país. O CMN é presidido pelo ministro Guido Mantega (Fazenda) e, entre outros, possui como membros o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, e o ministro Paulo Bernardo (Planejamento).

SENADO AUMENTA O NÚMERO DE VEREADORES EM TODO O PAÍS

O Plenário do Senado aprovou na madrugada desta quinta-feira (18), depois de longa discussão, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 20/08, que cria 24 faixas para o número de vereadores de acordo com a população dos municípios. Os municípios com até 15 mil habitantes terão nove vereadores, enquanto os municípios com mais de 8 milhões de moradores terão 55 vereadores. Os limites de gastos das câmaras de vereadores não foram modificados e um artigo prevê que a mudança valerá para os vereadores que tomarão posse no próximo mês. Com as mudanças, haverá mais 7.343 vereadores no país.

OUTRO JURISTA AVALISA REELEIÇÃO DE GARIBALDI PARA PRESIDIR O SENADO

O constitucionalista Manoel Gonçalves Ferreira Filho emitiu parecer em que considera legal a candidatura à reeleição do atual presidente do Senado, Garibaldi Alves. Ele - que foi professor titular de Direito Constitucional da USP - considera que "não há obstáculo jurídico" à pretensão do senador de presidir a Casa de 2009 a 2011. O problema é que o membro da Mesa tem mandato de dois anos e aquele que vem a ocupar “vaga definitiva” apenas completa o mandato do substituído. O jurista argumenta que não se pode aplicar ao sucessor na "vaga definitiva" a restrição do mandato prevista para o membro da Mesa a ele sucede - do contrário, ele seu mandato seria de de dois anos. Por isso, diz Manoel Gonçalves Ferreira Filho em seu parecer, Garibaldi Alves não está sujeito ao impedimento de concorrer à eleição de nova Mesa, para período subseqüente, "pois meramente completou o anterior".

FILMADORA QUE GRAVA EM DVD NÃO É BOA OPÇÃO

Surgidas como opção de alta tecnologia para substituir as fitas de MiniDV, as filmadoras que gravam em DVD pareciam a opção ideal. Como geravam imediatamente um disco compatível com qualquer leitor de DVD, de mesa, portátil ou para PC, o principal atrativo era a disponibilidade imediata da gravação para assistir em qualquer lugar. Mas, o que parecia uma excelente idéia no papel, na prática se revelou um pouco complicado. O maior porém em relação às filmadoras que usam DVD é a durabilidade da mídia. Um DVD gravável ou regravável é muito menos resistente a agressões físicas do que uma fita MiniDV. Os DVDs realmente são imunes a campos magnéticos, uma das fragilidades das MiniDV, mas a qualidade do vídeo gravado costuma ser inferior à das atuais MiniDV do mercado. Com o surgimento das filmadoras que gravam em HD ou memória flash, as que usam DVD já não valem a pena.

PARABÉNS DO BLOG

Hoje, 18/12, é dia de abraçar minha querida filha Marcela pelo seu aniversário de nascimento. Mesmo longe da gente, pois a minha filhinha reside com o amado Robério Passos na maravilhosa Londrina no Paraná. Marcela receba do seu Pai Borjão (Papito), da Mamita Lucinha, das Manas (Marocas): Camila, Melissa e Priscila, dos Sobrinhos: Erick, Júlia e Arthur; dos Cunhados: Humberto, Sávio e Diego, os parabéns pela passagem de mais um aniversário. O Blog também envia um grande abraço para Alice Marina Lira Lima, filha do meu amigo Caby da Costa Lima, que também esta´aniversariando na presente data.

INDICADORES DO BLOG

SAÚDE NO BLOG

ACIDENTES SÃO A PRINCIPAL CAUSA DE ESTREITAMENTO DO CALIBRE DA URETRA

A diminuição do espaço interno da uretra caracteriza uma doença conhecida como estenose. As estenoses de uretra são um fenômeno eminentemente masculino. Ocorrem em suas duas últimas porções, ou seja, na uretra membranosa e na peniana. Podem formar-se repentinamente, por acidentes com veículos, por exemplo, ou ao longo do tempo, devido a doenças como a gonorréia.

por Maurício Hachul

A diminuição do espaço interno da uretra caracteriza uma doença conhecida como estenose. As estenoses de uretra são um fenômeno eminentemente masculino. Ocorrem em suas duas últimas porções, ou seja, na uretra membranosa e na peniana. Podem formar-se repentinamente, por acidentes com veículos, por exemplo, ou ao longo do tempo, devido a doenças como a gonorréia.

Estenose de uretra é o estreitamento do canal fibromuscular que escoa a urina da bexiga para o exterior. Trata-se de um fenômeno que ocorre em especial nos homens. A uretra masculina tem cerca de 18 centímetros de comprimento divididos da seguinte forma: uretra prostática, porção de 3 centímetros que vai do colo da bexiga ao final da próstata; uretra membranosa, de 2 centímetros, que passa pelos diafragmas pelvinos e urogenitais; e o restante, a uretra peniana, começa no corpo esponjoso, atravessa o bulbo, o corpo e a glande do pênis. O estreitamento da uretra ocorre na uretra membranosa e na peniana. A uretra masculina, vale relembrar, dá vazão ainda ao líquido seminal.

A estenose uretral pode ocorrer repentinamente ou formar-se ao longo do tempo. As estenoses repentinas constituem grande parte dos casos. Devem-se em especial à fratura de ossos da bacia em acidentes com veículos, o que leva à compressão ou ruptura parcial ou total da uretra membranosa. Podem resultar também de "quedas a cavaleiro", que se caracterizam quando o homem cai com as pernas abertas sobre o cano da bicicleta, agredindo a porção que vai do escroto ao ânus, ou seja, parte da uretra peniana chamada uretra bulbar. Nesses casos o homem elimina sangue pela uretra.

Já as causas das estenoses de uretra que se formam ao longo do tempo podem ser infecciosas ou traumáticas. A principal causa infecciosa é a gonorréia, hoje, felizmente, menos comum do que no passado. As causas traumáticas, de outro lado, são as cirurgias endoscópicas e a passagem constante de sondas, cateteres e aparelhos pela uretra. Traumas e infecções causam inflamação na uretra, com a formação de tecido fibroso, duro, retração dos tecidos, diminuição do calibre de extensão variável e, nas situações mais graves, até obstrução uretral completa. Os sintomas são: dificuldade para urinar, jato urinário fraco, necessidade de fazer força para urinar, ardência ou dor ao urinar, resíduo pósmiccional, aumento da freqüência urinária, infecção urinária e retenção total da urina. O diagnóstico inicial é clínico. O médico pode constatar a localização e a gravidade da estenose com exames de imagem como a uretrocistografia: injeta substância de contraste na uretra para que vá até a bexiga e faz radiografia. Nos casos de acidentes graves, sobretudo quando não há escoamento da urina e ela se acumula na bexiga, não se deve de imediato passar sonda pela uretra, pois se pode agravar o quadro. Nessa situação, coloca-se uma sonda para o escoamento da urina da bexiga e se aguarda até que tudo esteja cicatrizado e então se possa descobrir a extensão da estenose e se decidir o que fazer. Se o paciente tem uma estenose discreta e localizada não se intervém. Só se acompanha o caso com exames para ver a evolução. Nas estenoses médias e localizadas de curta extensão, faz-se uma cirurgia chamada uretrotomia: introduz-se na uretra um aparelho com luz que permite ver a estenose e, com uma lâmina cortante, romper o tecido e liberar o espaço à saída de fluidos.

Nas estenoses graves, faz-se a uretroplastia, isto é, correção por cirurgia aberta. Existem várias técnicas, mas são cirurgias complexas e com risco de insucesso. Pode formar novas estenoses e até fístulas, com o vazamento de urina. Muitos pacientes são operados inúmeras vezes para a solução do problema.

Maurício Hachul (45), médico urologista na capital paulista, é professor afiliado da Disciplina de Urologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e diretor médico da clínica Uromedical. Site: uromedical.com.br E-mail: uromedical@uromedical.com.br

CIRCULA NA INTERNET

IMAGEM DO DIA

Uma bela imagem do grande canal em Veneza - Itália

PIADA DO BLOG

SERÁ CORNO?

Ao chegar em casa de madrugada, um sargento fez de tudo prá não acordar a esposa. Ele tirou o uniforme no escuro e guardou tudo na sala. Porém, ao se deitar na cama, sua companheira disparou:

- Meu Deus, estou com uma dor de cabeça terrível. Você pode comprar uma aspirina para mim?

- Tudo bem, eu vou.

O sargento se levantou, sem acender a luz, e colocou uma roupa. Quando chegou à farmácia, o farmacêutico lhe perguntou:

- Então, você foi promovido, Carlos?

- Ué? Por que está me dizendo isso?

- Está usando um uniforme de tenente.

CITAÇÃO DO DIA

TEXTO DO BLOG

O SENTIDO DA VIDA

“Dizem que o que procuramos é um sentido para a vida.Penso que o que procuramos são experiências que nos façam sentir que estamos vivos.” (J.Campbell)

Para uns, a jornada é curta e agradável. Para outros, a jornada é acidentada, e em alguns momentos, dá vontade de desistir...Ao contrário do que você pensa, é nesses momentos que algo muito maior está acontecendo. Estamos aqui para aprender, não para sofrer...Abandone o passado... Desbloqueie sua paralisia afetiva. À medida que ganhamos experiências, um pouco mais nos é revelado. Abra-se!

Ninguém é igual a ninguém e ninguém é perfeito. A vida vai dando coisas com que você consegue lidar, conforme você vai aprendendo a lidar com elas. É assim que a vida funciona. Avançamos no caminho espiritual através dos relacionamentos. Deepak Chopra escreveu: "Seja qual for o relacionamento que você atraiu para dentro de sua vida, numa determinada época, ele foi aquilo de que você precisava naquele momento”.

Repare: Nada é por acaso. Nós nos colocamos em uma espécie de “trilha”, que sempre esteve aí, o tempo todo, à sua espera. Você elegeu seu destino. A vida que você tem que viver é essa mesma.

"Você não consegue mudar o que não consegue encarar" (James Baldwin).

Por isso, onde quer que você se encontre, é exatamente onde precisa estar, neste momento. Quando você estiver pronto para fazer uma coisa nova, de maneira nova, você fará. Há sempre alguém à espera da pessoa na qual você está se transformando. Talvez, você ainda não esteja pronto para reconhecê-la. A cada momento, cada um de nós está passando pelo processo de Ser e de se tornar. Como as pessoas, os nossos relacionamentos também mudam. E ainda há muito a aprender sobre AMOR... Ainda há muito a ser realizado. Apesar de muitos problemas, há Esperança, Fé, Alegria, há o AMOR... Deus sabe de tudo que nos é necessário para evoluir, antes mesmo de nós!

“Obrigado, Deus, por me amar o suficiente e permitir que me aconteça somente aquilo com que eu consigo lidar, quando acontece. Obrigado por Quem eu me tornarei através de tudo que me acontece”.

SEJA FELIZ SEMPRE!!!

Colaboração: Glaucia Santana

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

CHARGE DO DIA

RAPIDINHAS DO BLOG...

CINCO CIDADES GERAVAM 25% DA RENDA DO PAÍS EM 2006, DIZ IBGE

A renda gerada por cinco municípios - São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Curitiba - em 2006 correspondeu a aproximadamente 25% de toda a geração de renda do País, enquanto 50 municípios respondiam por metade do PIB nacional, segundo revela a pesquisa sobre PIB municipal divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira, 16. Somente São Paulo tinha 11,9% do PIB nacional em 2006, mantendo sua participação no ranking inalterada no primeiro lugar desde o início da série, mas perdendo um pouco da sua fatia, que em 2002 era de 12,7%. Por outro lado, os cinco municípios de menor PIB em 2006 foram São Felix do Tocantins (Tocantins), Quixabá (Paraíba), Olho D'Água do Piauí (Piauí), São Miguel da Baixa Grande (Piauí) e Santo Antônio dos Milagres (Piauí). No que diz respeito à participação das capitais na economia brasileira, em 2006, São Paulo ocupou a primeira posição em termos de contribuição ao PIB do País, enquanto Palmas, no Tocantins, ocupou o último lugar. Entre os municípios que mais ganharam participação relativa no PIB entre 2002 e 2006, o destaque foi Campos dos Goytacazes (RJ), que passou de 0,53% do PIB nacional em 2002 para 0,78% em 2005 e 0,98% em 2006. Houve aumentos significativos também em Betim (MG, de 0,62% em 2002 para 0,79% em 2006); Barueri (SP, de 0,80% para 1,08%); Manaus (1,20% para 1,35%) e Guarulhos (SP, de 0,98% para 1,08%). Segundo explicam os técnicos do IBGE no documento de divulgação da pesquisa, o ganho de participação relativa de Campos dos Goytacazes ocorreu devido ao aumento da produção de petróleo e gás natural em conjunto com a alta no preço do barril de petróleo no período analisado na pesquisa. Em Betim, a justificativa é a expansão na indústria de transformação nos segmentos automobilístico, de autopeças, metal-mecânico e, "especialmente, no setor de refino de derivados de petróleo". No que diz respeito a Barueri, localizado na Região Metropolitana de São Paulo, os técnicos explicam que "além de intensa atividade industrial, vem ganhando relevância não só por concentrar empresas voltadas aos serviços de informação como também por ser um grande centro comercial". Em Manaus, segundo o documento, está concentrado o pólo industrial do Estado do Amazonas, enquanto Guarulhos "possui indústria diversificada", com destaque para segmentos de máquinas e equipamentos, metal-mecânico e material elétrico. O município mineiro de Araporã, com cerca 6 mil habitantes, localizado no Triângulo Mineiro, apresentava em 2006 o maior PIB per capita do País, com R$ 261.005, resultado muito superior à média nacional (R$ 12.688) apurada no mesmo ano. Os técnicos do IBGE explicam que esse município possui a maior hidrelétrica de Minas Gerais e, em relação ao ano anterior, ocorreu aumento na geração de energia no local. O segundo maior PIB entre os municípios foi registrado em São Francisco do Conde (BA), com R$ 217.750. Essa cidade de 217 mil habitantes abriga, segundo o IBGE, a segunda maior refinaria de petróleo em capacidade instalada do País. Já o município de Triunfo (RS), o terceiro maior PIB per capita do Brasil, com R$ 25.302 em 2006, é sede de um pólo petroquímico importante e pertence à Região Metropolitana de Porto Alegre. O menor PIB per capita entre os 5.564 municípios brasileiros estava em Guaribas, no Piauí, com R$ 1.368,35. Entre as capitais, o maior PIB per capita em 2006 foi registrado em Vitória, no Espírito Santo, com R$ 51.377. Em seguida estavam Brasília (R$ 37.600), São Paulo (R$ 25.675), Porto Alegre (R$ 20.900) e Rio de Janeiro (R$ 20.851). Segundo o IBGE, a pesquisa do PIB dos municípios traz indicadores que "permitem identificar as áreas segundo o grau de desenvolvimento econômico, produzindo informações que captam as especificidades do País, estabelecem objetivos e definem prioridades". Além disso, segundo o IBGE, as informações do PIB municipal, levantamento que abrange 5.564 municípios, permitem também avaliar a concentração econômica no Brasil.

FALHA NO INTERNET EXPLORER MOBILIZA MICROSOFT E PREOCUPA ANALISTAS

A Microsoft anunciou que está investigando uma falha em todas as versões do seu navegador Internet Explorer. Embora tenha dito que a falha seria corrigida no dia 15 de dezembro, não houve atualização, no comunicado, sobre eventuais correções. A falha permite que criminosos recrutem máquinas para visitar sites da programação repleta de códigos maliciosos. Segundo a fabricante de software antivírus Trend Micro, 10 mil sites foram comprometidos, desde a semana passada, pela exploração da falha no navegador. Os sites são chineses em sua maioria e foram alimentando-se de programas que roubam senhas para jogos de computador --que podem ser vendidas no mercado negro. No entanto, apesar do uso inicialmente simples do erro do Internet Explorer, especialistas alertam que a falha é suscetível a ataques mais perigosos. "Ela pode ser adotadas pelos criminosos financeiros, mais motivados para danos maiores --esse é um grande receio neste momento", disse o investigador de segurança Paul Ferguson, da Trend Micro, na segunda-feira. Vulnerabilidades como essas são falhas de segurança que não foram reparadas pelas empresas de software. Elas são uma mina de ouro para os criminosos, pois os usuários têm poucos meios para repelir os ataques. A fim de minimizar a ameaça, a empresa pediu que os usuários utilizassem uma série de soluções complicadas, como desabilitar um componente chamado OLEDB32.dll e a função conhecida como XML Island. Essas medidas dificultariam o acesso às informações do usuário e reduziriam o impacto do problema. Especialistas em segurança alertam para usuários procurarem outro navegador, até que uma atualização seja liberada.

COMER POUCO PROLONGA A VIDA EM MAMÍFEROS, DIZ ESTUDO

Comer pouco é a maneira mais eficaz de ter uma vida mais longa, segundo um estudo de cientistas japoneses publicado pela revista "Nature". Os cientistas estudaram o efeito da enzima RHEB-1 no prolongamento da vida e como este componente se altera em função da ingestão calórica de cada indivíduo. A pesquisa foi feita com uma espécie de vermes da terra, mas a equipe da Universidade de Kyoto afirma que a teoria é aplicável também aos mamíferos. Segundo o estudo, "a restrição alimentícia é a intervenção mais eficaz e mais reproduzível para estender a expectativa de vida em espécies completamente diferentes". Os cientistas da Universidade de Kyoto utilizaram vermes da espécie Caenorhabditis elegans na pesquisa e conseguiram comprovar que aqueles que deixavam de comer durante dois dias prolongaram a vida em torno de 50%. Além disso, os vermes que jejuavam a cada dois dias eram mais resistentes aos processos de "estresse oxidativo" e mostraram menos sintomas de declive físico relacionado ao envelhecimento do que animais que puderam comer o quanto quisessem.

INDICADORES DO BLOG

TURISMO NO BLOG

ITAJAÍ - SC

Informações

Sede do maior porto pesqueiro do País, da segunda maior universidade do Estado e do único píer exclusivamente turístico do Brasil, Itajaí tem belas praias, muita natureza e é uma das 120 maiores cidades de Santa Catarina, sem perder o encanto de lugarejo tranqüilo do Interior. Colonizada por principalmente por portugueses açorianos, a cidade guarda na arquitetura a lembrança dos colonizadores. A economia é sustentada pelo principalmente pelas atividades do porto, comércio atacadista de combustível e pesca, mas o setor de produção industrial também exerce importante papel na arrecadação do município, bem como a comercialização de gêneros alimentícios. A cidade conta com excelente infra-estrutura turística, com hotéis de categoria superior, áreas de lazer, estacionamentos, comércio, shoppings, cinema, vida noturna agitada, boa rede gastronômica e galerias de arte.

História & Cultura

Itajaí nasceu em terras de disputa colonial. Durante os séculos XVII e XVIII, as disputas de terras entre as metrópoles portuguesa e espanhola resultaram no Tratado de Tordesilhas (1494). Desse conflito entre metrópoles, uma extensa colônia passava a se formar. De 1500 a 1700, mais de 100 mil portugueses se deslocaram para o Brasil-Colônia. Portugal temia invasões espanholas no Sul do Brasil, principalmente em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, áreas estratégicas para se chegar ao Rio da Prata. O litoral permitia o abastecimento de água e alimentos às embarcações. Na disputa, a necessidade de alargar as fronteiras da colônia Brasil. Contudo, somente no século XIX, foram dados os primeiros passos para uma ocupação mais efetiva do território, com políticas de povoamento para o Sul. Em 1829, foi instalada, no Estado, a primeira colônia de alemães, em São Pedro de Alcântara, e, em 1850, a colônia Blumenau, no Vale do Rio Itajaí-Açu. Depois surgiram no Itajaí-Mirim, a colônia Itajaí - Príncipe D. Pedro, atuais municípios de Brusque, Guabiruba e Botuverá. O porto de Itajaí foi central nos processos de colonização no vale, mesmo antes da formação da cidade. Os primeiros passos para a ocupação de Itajaí são atribuídos a dois nomes: Antonio Menezes de Vasconcelos Drummond (1820) e Agostinho Alves Ramos (1824). Nomes que representam o início da “fundação” do primeiro núcleo. Para o historiador Oswaldo Cabral, Itajaí é situada magnificamente à entrada do vale do Itajaí e possuí um porto praticável, o que fez nascer um núcleo urbano. Isto se deu de forma mais definitiva em 15 de junho de 1860, com a instalação do município (vila) de Itajaí, desmembrando-se de Porto Belo. Na época, o presidente da Câmara assumia as funções executivas. A figura do superintendente só aparece na República. É, ainda deste período, a criação da Comarca (1868) e a elevação da vila à categoria de cidade, em maio de 1876. Em 31 de março de 1824 é instalado o Curato do Santíssimo Sacramento de Itajahy com estabelecimento do cura – padre – no povoado. O padre tinha, entre suas funções, contar o número de “almas” - convertidos ao catolicismo -, além de registrar os nascimentos, os batismos, os falecimentos e visitar as famílias. Foi nessa época que se ergueu o primeiro templo católico no povoado. Segundo Antonio da Costa Flores, a igreja foi construída pelas mãos do escravo de Agostinho Alves Ramos, de nome Simeão. Dez anos após a criação do Curato, o povoado possuía aproximadamente 1686 habitantes, sendo 1526 livres e 166 escravos. Em entrevista ao jornal Novidades, de 17 de julho de 1907, Antônio da Costa Flores, que era considerado um dos homens mais velho da cidade, lembrou: “No Itajahy não havia nenhuma rua, nem se falava em arruamento. Nas imediações do local em que presentemente se acha a matriz Igreja da Imaculada Conceição, existiam uns alicerces de pouco mais de meio metro de altura, construídos por um pedreiro, escravo do major Agostinho Alves Ramos, de nome Simeão”. As notícias que se tem desse período, da instalação do Curato até a emancipação do povoado, passam em boa medida pelas memórias de Antônio da Costa Flores. Nascido em Triunfo, Rio Grande do Sul, filho de um português da cidade de Campo Grande/Portugal, Flores veio, com sua família, entre 1840 a 1844, ao povoado do Santíssimo Sacramento de Itajahy. Na década de 1860, Flores foi fiscal da Câmara Municipal e, no início do século XX, esse guardião da memória deu vários relatos à imprensa local. Flores lembrou que, quando veio morar no povoado, “nos terrenos que o atual perímetro desta cidade abrange e que, como sabem atinge a dois quilômetros, a contar da Igreja Matriz, para todos os lados, exceto para o rio que fica a muito pequena distância, contavam-se umas cinqüenta casas, entrando nesse número pequenos ranchos miseráveis que, além de serem cobertos por palha, compunham-se de um só compartimento com paredes feitas apenas de ripas fincadas junto as outras. [...] Por entre as casas, algumas eram rodeadas de algodoeiras (fiava-se algodão e tecia-se um pano muito forte e muito apreciado que se chamava riscado da terra) viam-se extensos brejos, cuja vegetação alterosa e inextricável, em certos pontos, pareciam nunca ter sido drenados completamente; vários caminhos e trilhos tortuosos em inúmeras direções; meia dúzia de engenhos de fazer farinha de mandioca; grupos de cafezeiros, laranjeiras e bananais; roças de mandioca, feijão e milho, mais que tudo capoeiras de todas as alturas. As roças e mesmo muitos quintais das casas não tinham cercas: preferia-se criar o gado vacum e cavalar à corda ou longe das plantações a solta”. A emancipação de Itajaí começa em 1860, quando é instaurada a Villa do Santíssimo Sacramento do Itajaí. É nessa ocasião que se constitui a Câmara Municipal e a implantação do Pelourinho - símbolo de aplicação da justiça e do poder local. Uma das principais atribuições da Câmara era a elaboração do Código de Postura que funcionava como uma espécie de Lei Orgânica Municipal. No Artigo 120 do Código de Postura, temos: “Os proprietários que edificarem serão obrigados a calçar sua testadas [frente da casa] com oito palmos de largura seguindo o nivelamento da rua, os contraventores serão multados”. Mesmo com o Código de Postura, tentava-se burlar. “Damásio Fernandes Vieira, fiscal da Câmara Municipal de Itajaí, viu-se na obrigação de multar José Alexandre Dutra, residente a rua Dom Pedro II, região central da Vila, por ter construído cerca sem a devida licença da Câmara. Dutra não deu ouvidos e continuou a fazer a dita cerca. Energicamente, Fernandes embargou a obra e aplicou uma multa de 20$000Rs (vinte mil réis), dando-lhe ainda o prazo de três dias para a demolição da obra irregular. No entanto, não teve Damásio a mesma determinação quando tratou-se de multar José Pereira Liberato, que reformava a cozinha de sua casa sem a devida licença. Foi necessário que o presidente interino da Câmara, Guilherme Asseburg, chamasse sua atenção. A referida casa ficava na rua do Comércio. A ocorrência deu-se em 17 de dezembro de 1881. Imagine o constrangimento pelo qual passou Damásio, afinal, José Pereira Liberato havia sido presidente da Câmara em 1861, Deputado Provincial em 1864/1865, e vice-presidente em 1879; e mais, era delegado de polícia em 1881”. Não é de estranhar que importantes historiadores acentuam a privilegiada geografia de Itajaí. Oswaldo Cabral referiu, por diversas vezes, a importância que o porto teve para a formação da cidade. Antes mesmo de sua fundação, as terras banhadas pelo mar e rio eram porta de entrada aos imigrantes e não demorou muito para que o porto passasse a ser o principal meio de dinamizar a economia. Mais do que meio de mobilizar o fluxo de economia, o porto é um local de sociabilidade. Em 1906, um ano depois do Ministro da Viação, Lauro Müller, aprovar projetos que trariam melhorias ao porto, é criada, por trabalhadores do porto, a Sociedade Beneficente XV de Novembro que, em 1939, foi transformada em Sindicato dos Trabalhadores em Trapiche e Armazém de Itajaí. Ao longo do século XX, o município foi, cada vez mais, se interligando umbilicalmente ao porto. Movimentos políticos, atividades culturais, trabalhadores. Porto de encontro. Passagem. Intercâmbio. As décadas passam e Itajaí, com seu porto, se torna cada vez mais internacional.

Como chegar

De Carro:

Itajaí está às margens da BR-101, 90km ao norte de Florianópolis. É possível chegar a Itajaí via Balneário Camboriú ou através de três trevos: o Itajaí-Brusque, que liga a BR-101 ao centro, o da avenida Adolfo Konder e o Itajaí-Blumenau.

De Ônibus:

Não disponível

De Avião:

O Aeroporto em Navegantes fica a 7km de distância pela rodovia, ou a 20min, de ferry-boat. Para quem vem pelo mar, Itajaí está na Latitude 26°54'28", Longitude 48°39'43". Existe um píer exclusivamente para o turismo.

Fonte: Santur e Prefeitura